terça-feira, 30 de junho de 2009

Redução de IPI... Pra que?

Eu havia ficado plus feliz com o pronunciamento da prorrogação da redução do IPI feita pelo Mantega. Vou reduzir os gastos na minha mudança na hora de comprar os
eletrodomésticos e quem sabe até sobrar algum pra comprar um novo carro com o IPI reduzido! Mas hoje estava pensando direitinho. Até agora não percebi nenhuma redução
significativa nos preços finais (repasados a nós, consumidores) para comemorar-se alguma coisa. A geladeira de R$1.100 caiu para R$1.049,99. Uau! Nem 5% de redução,
quando na verdade deveria ter sido entre 10 e 15%. Fogões, máquinas de lavar, etc... a mesma coisa. Os carros com motor 1.0 tiveram o IPI reduzido de 7%, mas foi de zero!
Achei até que estava imaginando. Que não estava vendo alguma queda mágica nos preços que todos estavam vendo. Aí li uma reportagem na Folha de SP:
"Preços ao consumidor caem proporcionalmente menos do que o benefício tributário, que custou R$ 1,6 bi ao governo. Esforço do governo pode ter servido apenas para ampliar o lucro da indústria ou do comércio ou para promover a venda de bens mais caros."
Pra mim faz sentido. Segundo Mantega uma grande parcela de culpa disto está nos governos estaduais, que teriam adotado medidas que impediram uma redução maior nos preços de eletrodomésticos, depois dos cortes no IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) promovidos pelo governo federal. Um dos governadores mais criticados foi o Sr. José Serra, de SP. O ministro afirmou que irá conversar com os governadores que de certa forma se aproveitaram dessa medida:
"Alguns governos estaduais, enquanto nós baixamos o IPI, implementaram a substituição tributária. Isso antecipa o imposto a ser pago e tira capital de giro das emrpesas. Neutralizou uma parte da redução que o governo fez. Os empresários, então, não repassaram para os preços a totalidade. Isso foi feito em São Paulo, e eu vou conversar com governadores, porque de certa forma eles se aproveitaram [dos cortes do governo]".

Redução do IPI Menor em SP


*******************************************
*******************************************

I had being very happy with the prorogue notice about the IPI reduction, by the Ministry Guido Mantega. I would reduce the expenses in my home removing when I was about to buy new domestic utensils, like refrigerator, wash machine, etc., and who knows even save some money to buy a new car with also IPI reduction! Today I was thinking better... Until know (three months after) I can't see any prices reduction to celebrate something. The refrigerator that was R$1.100,00 now it's R$1.049,99. Wow! Not even a 5% price reduction, when in fact should have been of 10 to 15%. Oven, wash machines, etc, all the same. The 1.0 engine cars should have has 7% of reduction. Was... Zero!
I was starting to think that I was imagining. Maybe only I couldn't see this magic price reduction. But I read a new about this at Folha de SP journal:
"Prices to the final consumer gone down less than the Impost Reduction, which, for the government had cost 1,6 Bi. This government effort maybe just had increased the companies’ profits, or the market which sold their products as expensive as they were."
Makes sense for me. According to Mantega some State Governors are guilt for that, because they had adopted some protectionist actions that avoided the reduction to reach the consumers. One of the most censured governors was Mr. José Serra, SP Governor, when Mantega told that the SP state made this and he was about to talk in person with those Governors:
"Some State Governors, while we had down the IPI, had implemented the tributary substitution. This anticipates the impost to be paid and take off the capital of the industry, neutralizing some part of the reduction made by our government. So, the employers didn't put down the prices as they should. This was made at São Paulo and I'll talk in person with those Governors!"

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Cortesia...



Discurso de Sam Walton, fundador do WAL MART, fazendo a abertura de um programa de treinamento para seus funcionários.

"Eu sou o homem que vai a um restaurante, senta-se à mesa e pacientemente espera, enquanto o garçom faz tudo, menos o meu pedido.
Eu sou o homem que vai a uma loja e espera calado, enquanto os vendedores terminam suas conversas particulares.
Eu sou o homem que entra num posto de gasolina e nunca toca a buzina, mas espera pacientemente que o empregado termine a leitura do seu jornal.
Eu sou o homem que, quando entra num estabelecimento comercial, parece estar pedindo um favor, ansiando por um sorriso ou esperando apenas ser notado.
Eu sou o homem que entra num banco e aguarda tranqüilamente que as recepcionistas e os caixas terminem de conversar com seus amigos, e espera.
Eu sou o homem que explica sua desesperada e imediata necessidade de uma peça, mas não reclama pacientemente enquanto os funcionários trocam idéias entre si ou, simplesmente abaixam a cabeça e fingem não me ver.
Você deve estar pensando que sou uma pessoa quieta, paciente, do tipo que nunca cria problemas.
Engana-se.
Sabe quem eu sou???
EU SOU O CLIENTE QUE NUNCA MAIS VOLTA!!!

Divirto-me vendo milhões sendo gastos todos os anos em anúncios de toda ordem, para levar-me de novo à sua firma.
Quando fui lá, pela primeira vez, tudo o que deviam ter feito era apenas a pequena gentileza, tão barata, de me enviar um pouco mais de CORTESIA".

************************************************

Speech from Sam Walton, WAL MART creator, doing a trainer program introduction to his workers:
"I'm the man who goes to a restaurant, seats patiently on his table while a maître does everything but my request.
I'm the man who goes into a store and waits patiently, in silence, while the salesman finishes their private conversations.
I'm the man that goes in a gas station and never blows your horn, but waits patiently while the worker finishes the reading of his newspaper.
I'm the man that when comes into a store, looks like if I was just asking a favor. Waiting for a smile or just waiting to be noticed.
I'm the man whose comes into a bank and waits calmly that the workers finish their talks with their work partners... and I wait.
I'm the man that explains desperate the urgency of some car piece, but without complain, waiting patiently while the workers had their talk between them selves or they just pretend that you're not there, looking for the other side.
You might be thinking that I'm the calm, patiently person and that never wants to cause any problem.
You're mistake. Do you know who am I?
I'm the client that will never come back again!

I enjoy myself seeing millions to be expended in publicity, just to bring me back to their stores.
While when I was there for first time, all what I had need was a simply smile. Just needed someone to be gentle. So cheap. Just to give me some more Courtesy!"

domingo, 28 de junho de 2009

O que os atendentes de SAC tem que aguentar...



Goodyear

Pergunta: Um amigo meu disse que os pneus Goodyear só são seguros por um ano e que foi por isso que lhe deram esse nome (Goodyear = Bom ano). Há algum fundamento nesse raciocínio?

R -
Bom dia! Com certeza, quem falou isso estava querendo brincar. O nome Goodyear vem de Charles Goodyear, o descobridor do processo de Vulcanização da borracha, que deu origem ao pneu de borracha. A Goodyear e uma empresa com 104 anos, e esta aqui no Brasil ha 73 anos. Será que se os seus pneus durassem so um ano, ela teria sobrevivido tanto tempo?

Os pneus tem 5 anos de garantia contra defeitos de fabricação (. . . )

Espero que a sua duvida tenha sido esclarecida.
Sac-Goodyear

Kodak

Pergunta: Quero tirar algumas fotos íntimas com minha namorada, mas temo que quando elas forem reveladas algum funcionário do laboratório possa copiá-las. Existe alguma forma de evitar isso? Tenho também outra dúvida. Existe algum truque para que certas partes do corpo pareçam maiores quando fotografadas?

R -
Prezado Sr. Odisseu,

Agradecemos o contato mantido conosco e o interesse demonstrado pelos produtos e serviços Kodak. Sugerimos procurar um laboratório de menos movimento e pedir para acompanhar o processo de revelação. Para que algumas partes do corpo possam parecer maiores quando fotografadas é necessário usar objetiva grande angular e fotografar debaixo para cima.

Atenciosamente,
Centro de Informações ao Consumidor Kodak Brasileira Com. Ind. Ltda

Chocolates Garoto

Estou com 14 anos e estou com muitas espinhas. Como chocolate todo o dia, mas meus amigos me zoam dizendo que estou assim por causa de masturbação. Há como provar que as espinhas são efeito do chocolate? Vocês podem me mandar um email dizendo isso, para eu mostrar para eles?

R -
Odisseu,

A fase da adolescência é realmente bem complicada, não é verdade? E é justamente nessa fase que as espinhas resolvem aparecer, na maioria das vezes, por problemas hormonais. O chocolate não causa espinhas, mas um de seus ingredientes, a manteiga de cacau, é uma substância com alto teor de gordura que pode agravar casos como o seu. Como você está com muitas espinhas o melhor a fazer é procurar uma dieta equilibrada, com baixos teores de gordura e muitas fibras. É importante também que você consulte um médico que dará todas as informações que precisa.

E não leve a sério os comentários do pessoal, porque as espinhas são normais nessa fase que você está vivendo. Com a ajuda de um médico temos certeza de que logo logo seu problema estará resolvido!

Um grande abraço,
Casa do Chocolate Garoto

Quaker

Há como vocês fazerem uma embalagem da aveia Quaker mais jovial? Gosto muito do produto de vocês, mas às vez hesito em comprar, pois sou jovem (estou com 46 anos) e não me identifico com aquele senhor (ou senhora) que aparece na embalagem.

R -
Prezado Odisseu,

Agradecemos o seu contato e a preferência pelos nossos produtos e serviços. Encaminharemos sua sugestão ao Departamento de Marketing. A sua opinião é sempre muito importante, por isso contamos com a sua ajuda. O Serviço de Atendimento ao Consumidor Quaker está a sua disposição por meio do telefone (11) 40229868, de 2a a 6a feira, das 8 as 17h.

Atenciosamente,
Serviço de Atendimento ao Consumidor Quaker

Davene

Minha mãe está preocupada porque sempre admirou a Tonia Carrero, que anunciava os produtos da Davene. Mas a atriz apareceu recentemente numa entrevista e pudemos ver como ela está muito diferente. A pele dela não está nada bem e minha mãe está com medo de isso ter sido efeito dos produtos Davene. O que posso fazer para convencê-la de que está errada. Aliás, ela está errada, não?

R -
Os produtos Davene passam por longo processo de análise de desenvolvimento, onde a qualidade é o fator fundamental, por isso a empresa investe em tecnologia, mão de obra especializada e muita pesquisa.

A atriz Tonia Carrero trabalhou em vários comerciais para a Davene divulgando o Leite de Aveia, um dos produtos mais tradicionais da empresa, que possui uma história de sucesso e sua aceitação pelos consumidores é incondicional.

Assim como o Leite de Aveia, todos os nossos hidratantes têm como função fornecer hidratação e emoliência (maciez) à pele. Possuem propriedades umectantes, impedindo a perda da água da pele para o ambiente, evitando a desidratação da pele. (. . . )

Portanto, sua mãe pode ficar despreocupada, pois nossos produtos são desenvolvidos com muito carinho para suprir as necessidades dos nossos consumidores, sem prejudicá-los.

Atenciosamente,
Centro de Informação ao Consumidor

Norteshopping

Eu e meus amigos não aceitamos o modelo de vida homossexual. Somos grandes clientes do Norte Shopping, mas nos sentimos constrangidos de ir ao teatro de vocês, já que ele leva o nome do ator e diretor Miguel Falabella. Os senhores têm planos de mudar o nome do teatro?

R -
Prezado Cliente,

Informamos que o nome do Teatro foi escolhido após realização de grande pesquisa com os clientes do Norteshopping.

O nome do artista Miguel Falabella foi indicado pelos entrevistados, por

ter como característica a representação de um profissional multimídia, de

grande talento, entre outros como ator, diretor, e escritor de espetáculos teatrais inúmeras vezes solicitados pelos frequentadores do shopping para que aqui fossem apresentados.

Sendo assim, não há qualquer previsão para que se altere o nome do Teatro.

Agradecemos a sua participação.

Atenciosamente.

Administração
Doriana

Outro dia vi um filme chamado "O último tango em Paris". Há uma cena onde Marlon Brando usa manteiga como lubrificante para um ato de sexo anal com sua parceira. Gostaria de saber se há algum problema em se usar margarina no lugar de manteiga. Há alguma substância na margarina que não seja indicada para isso?

R -
Olá, Odisseu!

Recomendamos a utilização das margarinas Doriana apenas em aplicações
culinárias.
Relações com o Consumidor

Doriana


-----------------------------------------------------------------------------
Some precious things which the Client Help Desk Services has to deal sometimes. I'll put just some because there are entries specific for local companies:
1) Goodyear
Question: A friend of mine told that the GoodYear tires are just safe for one year, and that was the reason that it has such name (Good Year). That's some true on this?
Answer: Good morning, the person who’s told you this was only joking. The name GoodYear comes from Charles Goodyear, which discovered the vulcanization rubber process that originated the actual tires. If our tires were made to work for just one year, our company wouldn't last for 104 years. Our tires are 5 years guarantee against fabrication defects. I hope that we had solved your doubts!

2) Kodak
Question - Dears, I want to take some intimae pictures with my girlfriend, but I'm afraid that when I send to some lab to reveal, someone may copy it! There's some thing that I can do to avoid it? And I would like to ask if there's some trick to make some parts of my body looks bigger then it is?
Answer - Dear Mr. Odisseu. We thank you for the contact. We suggest you to search some few clients lab and ask to watch the reveal process. About your second question, we suggest you use a large lens and shot from down to up.

3) Garoto Chocolates
Question - Dear sirs, I have 14 years old and I have so many skins pops. I eat chocolate every day and my friends joke on me saying that my pops are because I masturbate too much. That's something to prove that my pops are because the chocolate, and not for the masturbation?
Answer - The teenager time is something really complicated, isn't it? And it's right in this time that the skins pops appear, in the most of times because hormonal problems. The skin pops doesn't comes because of the chocolate, but one of its component, the cacau butter, is a substance with a high level of ... and can be a problem to cases like yours. If you're experimenting skin pops problems we recommend you to find some kind of diet, looking for a specialist doctor to a complete treatment, giving you all the information you need! Thanks for your contact!

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Pergunte ao Joe - Semana I


Quarta-feira, dia de responder as perguntas enviadas semana passada para o Pergunte ao Joe. Tivemos apenas duas perguntas (bem mais do que eu esperava!) então vamos lá.
Primeira pergunta foi do Paulo, a respeito de ensino nas universidades do Recife:
1) Sou técnico de informática acabei de terminar o curso na unibratec. Vi o comentário de vocês e concordo e a educação brasileira caminhando para O DIA SEM AMANHA. Estou prestando vestibular para informática não sei se católica (Unicap) ou FIR OU UNIBRATEC. Gostaria de ajuda sei que não e o tema.

Joe Responde: Vamos lá... Faz um bom tempo que estou fora do mundo universitário. A última vez fazem uns cinco anos quando eu fiz minha pós. Eu até havia sido convidado por um colega de trabalho para ensinar numa faculdade particular, mas atualmente não vou conseguir gerenciar meu tempo para tal, então deixei quieto.
O que posso te dizer sobre a UNICAP é que talvez o curso ainda tenha qualidade, mas o preço não é nem um pouco atrativo. A UFPE tem os problemas que citei no post (isso eu garanto). Não estou fazendo propaganda, mas acho que a FIR tem atualmente um excelente custo x benefício. Diversos colegas meus (bastante exigentes e experientes na área) estão se formando lá. E não os vejo criticar a faculdade. Diante desse cenário acho uma boa opção.
Abraços!

2) Pergunta do meu amigo Fred:
Eu fui a feira e comprei um ovo. Se eu cozinho é meu?

Joe Responde: Fred, você pode fazer o que quiser com seu(s) ovo(s), contanto que não tenha nada haver com meu cozinho! Abraços!

***************************************
---------------------------------------
***************************************

Wednesday, it's time to get the answers for the first Ask Joe! We had only two questions last week (much more then I expected).
1) First question was from Paulo, about the graduation teaching in our city:
"I'm a informatics technician and I had just finished my course at Unibratec. I saw your comments about the universities and the DAY WITHOUT TOMOROW of the learning. I'm trying to choose the best option to get in a university and would appreciate your help!"

Joe Answers: Let's go... Had been a long time that I'm out from the University World. The last time was about five years ago when I done my post graduation. I had even invited to teach in a private university, but I'm actually without time to dedicate myself to this. What I can say about the UNICAP (where I had my graduation in Computer Sciences) is that I think the course still has some quality, but the price is very expensive. I think that your best option cost x benefice is the FIR. Some work partners of me are studying there and I can see that they like. And I tell you that they are very critical (and good) professionals.

2) Fred asked: "Joe, I bought an egg at supermarket. If I cook, it's mine?"

This question my not have any sense in english, because the use of double meaning of the words in portuguese, but...

Joe answers: Fred, you can do what you want with your(s) egg(s), just let they out off my cook!

domingo, 21 de junho de 2009

O Fantasma do Toco do Pé de Saputi


No colégio onde estudei existia um lugar bastante peculiar. Era um espaço com muitas árvores, muito parecido com um sítio. Tanto que o apelido do lugar era "Sítio da
Véia". Os nossos professores e os padres (era um colégio católico) sempre contavam diversas estórias mal-assombradas sobre o local. Certamente para evitar que os trelosos garotos estivessem por lá gazeando aula, roubando sapoti ou em horário impróprio (a noite).
Uma das estórias era sobre um velho pé de sapoti que existia por lá e um padre que havia enforcado-se nele, há uns 40 anos atrás. Como a velha árvore corria risco de
cair, ela foi cortada restando então apenas o seu toco.
Contava a estória que depois que a árvore foi cortada, toda a noite podia-se ver o espírito do padre sentado no velho toco da árvore. E esse toco, desde então, não
conseguia-se remover, por mais que tentassem.
Um dia largamos mais tarde do treino de judô e o portão principal já estava fechado. O único caminho era atravessando o sítio onde o toco ainda permanecia. Não sei porque, mas as coisas parecem ficar bem mais sinistras do que parecem quando você está impressionado. Nunca 100 metros pareceram tão distante. Baixei a cabeça e caminhei com passos firmes e decididos, sem olhar pra o que quer que fosse. Ao passar pelo toco ouvi:
- Ei!
Um frio gélido percorreu minhas costas. Apesar de você saber que não deve olhar, alguma coisa infeliz sempre faz com que você olhe. Olhei e não vi nada lá. - "Foi só
impressão" - pensei. E continuei meu percurso infinito até o outro lado do sítio.
No outro dia, levado por uma curiosidade mórbida ou atração macabra, fui até o toco. Ele estava coberto de poeira exceto por uma formação bastante definida. Uma forma
delineando as pernas de alguém que esteve sentado todo o tempo naquele local.

**********************************************
**********************************************

At the school where I had studied there was a place such distinct. A place with many trees, very likely with a little wood. They called this place as "Old Woman Wood".
Our teachers and priests (it was a cleric school) always told us many haunted stories about that place. Certainly to avoid that trick kids were there to truant classes, steal "Sapotis" - fruit Manilkara achras - or being in an inappropriate time (at night).
One of those histories was about an old Sapoti tree where a priest had hang on it, about 40 years ago. As the old tree was about to fall down, it was cut leaving just its snag.
Tells the history that after that tree had been cut, every night the priest spirit could be seeing, sit on the old snag tree. And since that, nobody could take this snag off, for more people try it.
One specific day we went out very late from the Judo class and the main gate was already closed. The only way was to pass through the wood where the snag was on. I don't know why, but things seem to become much more creep when we're already scared. I never walked a so long 100 meters. I laid down my head, walk straight, without look for anything or anywhere. But when I was passing by the snag e heard:
- Hey...
O cold took my back. Even you knowing that you must not look, something spoiled always makes you look :/
I look and saw nothing. - "It was just my mind" - I thought. And kept my way to the other side of the little wood. In the next morning, took by some morbid curiosity, I
went back to the tree snag. It was covered by dust, excepted for one singular form strong designed. A form which drew the legs of someone (or something) that was set all the night on that place...

sábado, 20 de junho de 2009

Sala de Visita



Lembro-me de um trecho de um livro do Rubem Alves em que ele fala das Salas de Visitas. Essas salas tinham um vasto espaço luminoso, quadros nas paredes, um grande
lustre no centro do teto iluminando a sala, vasos e móveis bonitos, quase intocados. Eram tão belas e... vazias. Não eram lugares para convivência cotidiana. Como o nome
dizia, era uma Sala de Visita. Por isso ficava bem na frente da casa. A dialética de deixar entrar, sem entrar! Visitas podiam entrar na casa, mas não penetrar. Os
segredos da casa ficavam assim protegidos.
Assim também somos. Muitas vezes deixamos as pessoas entrarem somente até nossa sala de visita. Onde mostramos apenas o mínimo e elegante. O que desejamos mostrar. Nossos segredos, nossa intimidade, ficam lá dentro, onde apenas as pessoas especiais, as pessoas de casa, podem entrar. E assim mantemos nossos segredos, intimidades e obscuridades escondidos...

/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\/\
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

I was remembering about a piece of a book from Rubem Alves where he talks about the Living Rooms. Those rooms were a large illuminated room, with paints on its walls, a
big luminary in the center of the roof lighting the room, vases and beautiful mobile, almost untouchable. They were so beauty and... Empty. Sure, they were not a place for daily household. That's why they were put as the first room of the house. The principle of let in without let in! Visitors could enter the house but never penetrate it. And so the house secrets were protected.
We are the same. Most of time we let people see us just until the living room. There where we just show the minimal and elegant. What we want to show. Our secrets, our
intimacy, stays inside, only just special people, the home people, can go into. And then we kept hide our secrets, intimacy and obscurities...

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Pergunte ao Joe




Dia 7 de Julho irá estreiar a coluna "O Presidente Responde" em todos os jornais que tenham cadastrado-se para publicação da mesma. Esses mesmos jornais receberão as perguntas do público, selecionando três por semana para encaminhar ao Presidente.
Inspirado nisso e nas Cartas dos Leitores da MAD vou lançar também a coluna "Pergunte ao Joe", onde selecionarei três perguntas por semana, dos leitores do blog, para respondê-las. Apesar do grande volume esperado de perguntas, vou tentar lêr todas para a melhor seleção! Os temas abordados podem ser os mais diversos. Desde a vida dos Pinguins Carecas da Noruega, até dúvidas sobre os Siris Azuis sem Pescoço da Ilha de Chiloé e muitos outros temas. Diferente do Presidente Responde, a partir de hoje já estarei recebendo suas perguntas! Abraços!

****ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP ЯP****

In July 7 the newspapers will present a new edictal named "The President Answers". Those journals also will receive the questions from the public, selecting three by a week for President answers.
Getting this inspiration I'll also create my own session for answer my blog readers questions. At "Ask to Joe" I'll select three questions by a week, about the most variety of subjects. Since the life of the bold penguins of Norway, to the doubts above the Blue Crabs without Neck of the Chiloe Island. Those among many themes. And different from the President editorial, from now I'll be already able to select your questions! Hugs for all!

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Junho, fogueira, canjica, rojão, milho...


É... pelo título do post vocês já devem imaginar que vou falar sobre... Carnaval??? Fui para Moura (Teatro Mamulengo) como é de prache fazermos todas as quintas-feiras.
Já que estamos perto do São João obviamente lá na Praça do Arsenal havia umas quadrilhas estilizadas, uma coisa que parecia um palco com uma bandinha de forró pé-de-serra, etc. Até então tudo muito normal e típico para a festa. Então me chega um mondromo motorizado fazendo a maior zuada. É... Um meio trio-elétrico tocando algo que eu não sabia se era forró ou axé. Começa aquela agitação, aquele vuco-vuco e eu só observando. Então sai o tal o Forrovioca (ou algo semelhante) fazendo uma alusão ao "Frevioca" que sai nos carnavais! E era um povo a seguir aquele trio com roupas de quadrilha que mais pareciam fantasias carnavalescas. Tinha estandarde e tudo! Só
faltava o cordão de isolamento. Os componentes das quadrilhas entoando alguma coisa que assemelhava-se aos gritos de guerra de torcidas organizadas. E eu me perguntando
se estávamos realmente em Junho ou se por acidente havia regressado a Fevereiro... Ainda bem que a chuva levou consigo esse cenário grotesco de Carna João :P

*.**.**.**.**.**.*
; ; ; ; ; ;

June, bonfire, corn, fireworks... By this subject you should be already thinking in what is about this post... (drums) Carnival??? Yes... I went at the pub where we met
every Thursday and as we are near the Saint John Holiday, obviously we had near there some groups with typical costumers of this holiday. A band playing typical music, etc. Every thing so normal until comes a "motor thing" bringing some noise, which I couldn't distinguish if was Forro (The typical music for the season) or Axé (Typical music from Bahia at Carnival season). So started the mess... And I just watching. The MotorThing called "Forrovioca" (or something) trying to copy the Carnival "Frevioca" went out with people dressing something more likely carnival costumers then typical costumers. There were even carnival standards among them. The individuals crying like Hooligans and I asking myself if we were really at June or by some accident I went back in February... Good that the rain came and took away with this hell scene :P

quarta-feira, 17 de junho de 2009

La rédaction de su forme


_MG_8560
Upload feito originalmente por petechen2002
Desenvolvo um sentimento estranho por ti
Mas minha vida, no entanto, já definiu sua jornada.
Restou apenas uma saudade boa...
Mas com um final previamente detgerminado.
Assim redijo nossa história,
E redijo em mim, a sua forma.

*****************
*****************

I developed a strange feeling about you
But my life, indeed, my path was already defined.
Just remaining a sweet miss...
But with a determined end.
And that is how I write our history
And write inside me, your form.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Grand Soin


_MG_2076
Upload feito originalmente por petechen2002
Encontrei-te no meio de tantas cores
Como a luz refratada nos teus olhos.
Gentil convite ao mundo dos sonhos
E doce alento ao coração.

Segui-te por entre os sonhos,
Em asas de borboletas,
Em campinas verdejantes,
Por luas, estrelas e planetas.

Mas teu rastro se apagou.
Perdi-me. Feito louco rasguei minh'alma.
Perdi minha máscara. Ferido mortalmente
Clamei aos céus pela luz.
Mas restaram apenas fragmentos.
Gotas de ilusão.

Enfim abri meus olhos,
Como um náufrago após uma tempestade.
Num profundo suspiro recolhi meus cacos.
Reergui meus muros e prossegui
Pela estrada deserta em busca de paz.

-----------------------------------
-----------------------------------

I had found you between so many colors
As the light refracted in your eyes.
Gentle invitation to the world of the dreams
And a sweet caress to the heart.

I had followed you between the dreams,
In butterfly wings,
In green fields.
In the moon, stars and planets.

But your trace was erased.
I lost myself. Like a crazy I tear off my soul.
I lost my mask. Deadly wounded
I beg to the skies for the light.
But there only left pieces.
Tears of illusion.

At least I opened my eyes,
Like a castaway after a storm.
In a deep breath I got my pieces together.
I had raise my walls and got my way
To the lonely path in a search for the peace.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Conversa entre Deputados


Dois parlamentares conversavam no intervalo entre as sessões do plenário:

- Está sabendo daquela mansão que estou construíndo lá em Morro de São Paulo?

- Sim - Responde o outro Parlamentar - Aquela com 15 quartos, um campo de mini golf, 3 chalés, praia privada e 8 piscinas?

- É... Lembra aquele conjunto habitacional que não foi terminado? - O parlamentar bate no bolso e diz: 50% !

O outro parlamentar balança a cabeça positivamente, com uma expressão admirada e depois de um tempo fala:

- Estou contruíndo um castelo no interior do estado. 38 quartos, 5 torres, um campo de golf com 18 buracos...

Um olhar de espanto toma o rosto do outro, que fala:

- Colega, tal construção precisa de muito dinheiro!

- Pois - Responde o colega - Sabe aquele hospital público, com 450 leitos, aparelhagem completa de radiologia e tomografia, 10 UTIs móveis e mais 50 leitos de UTI?

O outro colega pensou, pensou, pensou, mas não conseguia lembrar de tal obra sendo levantada...

- Desculpe nobre colega, mas não sei que hospital é esse que estás falando!

O parlamentar então bate a mão no bolso e fala:
- 100%

------------------------------------------------
------------------------------------------------

Two parliamentarians were talking on an interval between plenary sessions:
- Did you know about that mansion which I'm building at Taormina?
- Yes - Answer the other parliamentary - that one with 15 rooms, mini golf field, 3 cottages, private beach and 8 pools?
- Yes... And do you remember those popular homes that were never finished? - The parliamentary beats his pocket and says: 50%!
The other shake his head positively, with an admiring expression and after a while speaks:
- I'm building a castle in the countryside. 38 rooms, 5 towers, a golf field with 18 roles...
A disturbing look took the face of the other parliamentary, whose says:
- My friend, such building needs a large amount of money!
- So - answers the colleague - Do you know that public hospital, with 450 beds, complete and modern x-ray and tomo equipment and 25 surgery rooms?
The other one thought, thought, thought, but couldn't remember such kind of building being constructed...
- Sorry my friend, but I can't remember which this hospital that you’re talking about is!
The parliamentary beats the pocket and says:
- 100% !

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Senatum x Senados



O Senado Romano foi uma das instituíções políticas mais duradouras da história. Criado antes do primeiro imperador romano subir a trono (753aC), sobreviveu a queda do Império Romano, a queda da República de Roma e a queda do Império Romano Ocidental. O ápice do poder do Senado Romano foi no período da República (509aC - 27aC). Ainda hoje o Senado Romano influencia Parlamentos em diversos países:
1) Estrutura Física - O Senatum era dividido em três sessões distintas, literalmente situadas e denominadas como Direita, Esquerda e Centro. Muitos parlamentos utilizam ainda essa estrutura na disposição de seus parlamentares. Tipo torcidas organizadas, sem as CheerLeaders.
2) O Senado só tem verdadeiro poder numa República. Com o declínio da República o senado perdeu sua força e quase não tinha valor no Império. Nessa época eles se reuniam para baterem uma pelada, tomar uma cerva (na verdade cerva era coisa que bárbaros tomavam. Romanos tomavam vinho com odores de frutas colhidas por meninos de toga trasparente... coisa altamente boiolau), jogar um carteado, etc.
3) No Senado Romano existia um personagem (princeps senatum) que comandava a festa. Nos Senados e Parlamentos atuais ainda existe essa figura, que abre as sessões, comanda as tribunas, faz eloquentes discursos e encerra as sessões.
4) O Senado elegia e retirava Reis. Isso ainda ocorre em muitos países onde o poder de voto majoritario vem dos Senadores e Parlamentares. A retirada de um governante é bem mais burocrática hoje em dia. Em Roma geralmente assassinavam o atual governante para destituí-lo do poder. Bem mais prático.
5) Os Senadores eram pessoas muito ricas, já que nenhum deles recebia salário para exercer a função. Isso é bem diferente de hoje em dia, onde os Senadores e Parlamentares na verdade ficam ricos após exercerem seus mandatos. Uma coisa espetacular! Já que além do cargo cheio de privilégios e regalias, o cara ainda ganha com força pra te "representar". O único aspecto em comum era que eles não podiam exercer cargos públicos nem terem nenhum comércio. Ainda assim conseguiam (e conseguem!) fazer aqueles negócios fantásticos envolvendo empresas de amigos e família onde todo mundo (da família) lucra!



The Roman Senate was one of the longest politics institutions on our history. Created before the first Rome emperor goes to the throne (753 bC), it Survived to the Roman Emperor fall, Roman Republic fall and Occident Roman Emperor fall. Its power apices was at Republic time (509 - 27 bC). Even nowadays the Roman Senate influences parliaments on many countries.
1) Physical Constructions - The senatum was divided into three distinct sessions, knew as Right, Left and Center. A lot of parliaments today still uses this model to dispose your parliamentarians. It's beautiful... Right, Left, Center... groups disposed harmonically!
2) The Senate just has really power into a Republic. With the Republic fall the senate had lost its power on the Emperor. In this time they didn't have much to do, so they got together to play football games, drink some beer (in fact only barbarians used to drink beer. Romans used to drink wine with sweet fruits smell, picked by boys in transparent togas... a totally hetero thing :P ), play some cards, etc.
3) In the Roman Senate was a person (princeps senatum) whose rules the party! In the actual senate and parliaments we still have this person whose open the sessions, command the tribune, does enthusiastic preachments and close the sessions.
4) The Senate used to elect and overthrown kings. This still happens at many countries where the stronger vote is made by the senators and parliamentarians. The overthrown is much more difficult today. On Rome normally they used to kill the Emperor or King. Much more easy!
5) And since they were not paid, individuals usually sought to become senators only if they were independently wealthy. Very different from today when they become wealthy AFTER become a Senator or Parliamentary. It's an amazing thing! Once they already have a occupation full of privileges and regales, they also still are paid (a lot!) to "represent" you! The only common thing was that they couldn't engage in banking or any form of public contract. Indeed they still could get (and still can!) those fantastic deals between family companies and friend's companies and every body (family and friends) get happy!

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Eternity


Eternity 3
Upload feito originalmente por crazy_trayzee
"Pudesse-te eu amar sem que existisses...
E possuir-te sem que ali estivesses."
(Fernando Pessoa)

----------------------------------------------------------------
"I wish I could love without your existence...
And take you without you being there."

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Tisztelt Ház! Tisztelt Államtitkár Úr!


Budapest Postcard
Upload feito originalmente por szeke
Estava lembrando por esses dias do tempo que estive fora e como era o cenário político na Europa. Antes dos anos 90 a Europa era basicamente dividida em Europa Oriental (Comunista) e Europa Ocidental. Passamos 5 dias em Budapeste, capital da Hungria, antes de irmos para Praga. Naquela época, apesar das trasnformções já ocorridas disolvendo o comunismo na Europa, muitos países da Europa Oriental ainda sentiam reflexo do longo período sob esse regime. Não se muda uma cultura de um dia para o outro. Essas mudanças só são sentidas na passagem de gerações.
Bem, fomos visitar o prédio do Parlamento Húngaro, também conhecido como Casa das Nações. Construção de 1906, argeando o Danúbio e onde as leis e decisões sobre a nação húngara são tomadas. Porém na Segunda Guerra o Parlamento Húngaro era bem mais do que isso. Importantes documentos do partido Nazista eram guardados em seus porões. Tive oprotunidade de trabalhar com alguém cujo avô fazia parte da SS (Polícia Secreta de Hitler) e uma de suas tarefas era a segurança de tais documentos.
Conta-se da existência de um grande túnel secreto, com entrada nos porões do parlamento, atravesando o Danúbio por baixo, passando pelo antigo mercado dos pescadores, até o Castelo de Buda (Budas Vár). Esse túnel tinha finalidade de, caso fosse necessário, fazer a remoção de tais documentos assim como de oficiais que estivessem em perigo. Caso o parlamento fosse bombardeado pelas forças aliadas, haveria essa rota secreta de fulga.
Ainda hoje esse túnel é desconhecido até mesmo para o governo húngaro. Não se sabe se foi ou não utilizado algum dia, mas acredita-se que na Guerra Fria era ainda utilizado por agentes da CIA e da KGB.

-----------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------

I was remembering in these days about a period when I was abroad and how was the politic scene at Europe. Before the 90's the Europe was basically divided into Oriental Europe (Communist) and Occidental Europe. We spent 5 days at Budapest, Hungary capital, before we go to Prague. In that time, even with the politics changes happened, dissolving the communist regime, many countries of Oriental Europe were still reflecting the long period under this time. A culture like this can't be changed from one day to another. Those changes are just felt from generation to another.
Well, we were visiting the Hungary Parliament Building, also knew as The House of Nations. Built in 1906, along the Danube river margin and where laws and decisions about the Hungarian nation are taken. Indeed in the Second Great War the Hungarian Parliament was much more than this. Important documents of the Nazism were kept in its basement. I had an opportunity to work with someone whose Grandfather's was from the SS (Hitler Secret Service Police) and one of his attributions was to kept those documents safe.
It’s said about the existence of a big secret tunnel, still unknown even for the Hungary government, with its entrance in the parliament basement, crossing under the Danube, passing by the Fisherman’s Bastion to the Buda's Castle (Budas Vár). This tunnel were made for, if was necessary, remove those documents, as the nazis officers, when they were in dangerous.
There won't know if this tunnel was used by the Nazis some day, but is still believed that in the Cold War CIA and KGB agents used this tunnel.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Uma Flôr...

Uma flôr traduz na sua forma, no brilho das suas pétalas, em cada ôdor exalado, as promessas que de mim tu ouvistes...
Uma flôr reflete cada ato do meu coração. Bobo. Afoito quando sente o vento lhe tocar, e do outro lado o seu suspirar...
Uma flôr que une nós dois. Duas almas em uma única. Uma flôr calada como um beijo sobre a luz de um luar qualquer...
Uma flôr que tenho a necessidade de reverenciar, de me tornar tão sua, na alegria, na tristeza, na saúde e até depois da morte.

A flower translates in yours own form, in the shine of its petals, in each smell exhaled the promises that from me, you have heard...
A flower reflects each act of my heart. Fool. Bold within the wind touch, and with the other side, your breath...
A flower which put us together. Two souls into one. A flower silenced like a kiss under some moon light...
A flower which I must reverence, that I want to be so yours, in happiness, in sadness, in health and even after death.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Cuba libre del OEA... Pero nunca del Fidel!!!!


A OEA liberou Cuba do embargo feito a 47 anos. Lembro quando eu era criança, de toda aquela história de Guerra-Fria e que Cuba era o lar do Bicho-Papão! O embargo foi imposto pelos EUA que na época suspeitava que o governo cubano guardava armas e servia como base para os países comunistas (especificamente a URSS e a China). Quem sabe... Mas foi realmente melhor que arriscar uma guerra nuclear!
O fato é que acho que enquanto Fidel "Pijamas" Castro estiver usando pijamas de pano em vez do de madeira, isso pouco vai importar. Cuba conseguiu "sobreviver" durante todo esse tempo sem precisar, ou aparentemente sem precisar, dos países capitalistas e suas maravilhas modernas. Apesar de não ser mais o presidente, tenho certeza que o governo de Cuba ainda é regido por Fidel, através do seu irmão na presidência.
Alguma coisa irá mudar com o fim desse embargo? Acho que só saberemos quando Fidel sair definitivamente de cena (e do mundo)!

-----------------------------------------------------------

The OEA had free Cuba from the politic estoppels made 47 years ago. I remember when I was a kid from all that history about the Cold-War where Cuba were the home-sweet-home of the bogeyman! The attachment was created by the USA in the time when there was a suspect that Cuba was holding weapons and had military bases of communists countries (specifically URSS and China). Who knows... But it was better then risk a nuclear war!
The fact is that while Fidel "Pajamas" Castro be still using pajama cloth besides the wood pajamas, this will really doesn't matter. Cuba has been surviving along all this time without, or apparently without, any help from the capitalists countries and their wonderful modern things. Besides he's not the Cuba's president anymore, I'm sure that it's government is still under Fidel's domain, through his brother, the actual president.
will Something change with the end of the attachment? Maybe we just discovery when Fidel definitely get over the scene (and out of the World!)

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Igreja do Cocal



Ainda no município de Cocal (PI), um patrimônio histórico encontra-se ameaçado por conta das inundações. A Igreja de Nossa Senhora do Rosário, ou Igreja do Cocal. Ela localiza-se a 9 km do município e possui difícil acesso. Uma vez que a enchurrada d'água decorrente da barragem de Algodões I se alastrou por 20 km, grande parte da Igreja foi comprometida.
A construção data do Sec. XVII baseado nas suas características arquitetônicas e uma inscrição na sua fachada, datada do ano 1616. Devido as características das construções jesuíticas, que antecedem ao barroco, com vigas retas e simples, sem adornos e exageros acredita-se que a data da sua construção seja realmente essa. Possui apenas uma nave central e há ausência de torres. Acredita-se que esta seja a arquitetura mais antiga do Piauí.
Tombada como patrimônio estadual sua estrutura vinha sendo conservada pelos moradores da localidade, os quais ainda realizavam em seu interior cerimônias
religiosas, no entanto, isto acontecia somente uma vez ao ano. "Todo ano a gente se reune nos festejos de Nossa Senhora do Rosário, que acontecem em outubro, aí o padre de Cocal vem e realiza batizados, eucaristia, crisma e casamentos. Todo o povo se reune e faz uma grande festa", explica Maria Candida que nasceu no município de Buriti dos Lopes/PI.
Ontem foi celebrada a missa de 7o. dia em memória dos mortos pelo estouro da barragem, na Igreja Matriz da cidade, já que a pequena Igreja do Cocal não está em condições de receber os fiéis.
CONTRADIÇÃO
Em Santa Catarina também existe uma Igreja do Cocal. Essa porém é da cidade de Cocal do Sul. A Igreja Matriz Nossa Senhora da Natividade Data do Sec. XX com aproximadamente 80 anos. Não sofreu consequências da enchente em SC ocorrida em Novembro de 2008, mas ao contrário da sua irmã mais velha do PI, onde a população zela pela sua conservação, a de SC sofre com a ação dos vândalos, que a picham e depedram.



Still at Cocal locate (PI), an historic building find itself in a dangerous state by the flood. The Church of Holy Mary of Rosary, or Cocal Church as its common knew. It's located 9Km far from the Cocal city and it's hard to get there. Once that the Algodões I dam flood were 20km far, a large part of the church was damaged.
The building was dated on XVII century. This date was based in its architectonic characteristics and an inscription in the front wall of the church with the year of 1616. Due to the Jesuit constructions, before baroque, with straight and simple beams, without too much adornments and ornaments, it can be said that this date can be true. It has only one central navy and there is no towers. It believes that it's the oldest building in Piaui.
Protect by the state government its construction has been conserved by the locals, which still could have inside it religious ceremonies, although it was just once in a year. "Every year we get all people together in the Holy Mary of Rosary party, every October. So the Cocal priest comes to do baptisms, chrism and marriages. Every body comes and does a great party", explains Maria Candida which has born at a near city, Buriti dos Lopes.
Yesterday had the seventh day mass, in memoriam of the deaths from the flood, at the main church of the town, once that the Cocal church is not able to receive its faithfull.
CONTRADICTION
At Santa Catarina its also a Cocal Church. But this is from the city of Cocal do Sul (South Cocal). The Master Church of Holy Mary of Nativity is dated of XX century, with about 80 years old. It didn't suffer with consequences from the flood happened at November, 2008, but in contrary to its older sister, which the people care for, the church at SC suffers with vandals actions.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Enchente em Cocal pela Baragem de Algodões I

Posso estar enganado. Talvez eu não esteja acompanhando noticiários ou esteja meio disperso. Espero realmente estar enganado, mas não estou percebendo uma mobilização social tão forte para as vítimas das enchentes que estão ocorrendo no nosso Nordeste (Piauí, Ceará e Maranhão) quanto para a que ocorreu em Santa Catarina em novembro de 2008, quando a Defesa Civil estadual e até órgãos estrangeiros se organizaram para receber doações de mantimentos, roupas e até dinheiro para vítimas das chuvas. Os atingidos pelas enchentes no Maranhão, no Ceará e no Piauí estão desamparados.
A maior parte das doações para vítimas é feita pela Defesa Civil nacional, em Brasília. Segundo a assessoria do órgão, kits com alimentos, produtos de higiene e colchões são enviados quando há solicitação do estado. Ioneide Araujo, assessora técnica da Defesa Civil no Ceará, afirmou que não está sendo realizada nenhuma campanha fora do estado para arrecadação de donativos. “Mas se alguma instituição puder ajudar, nós estamos abertos para receber doações principalmente de alimentos não perecíveis e água potável”, disse.
Segundo o coronel João Vasconcelos, do Corpo de Bombeiros do Ceará, há uma mobilização dentro do estado para arrecadar donativos. Além dos quartéis dos bombeiros, há postos em eventos culturais para recebimento de mantimentos e roupas. Em alguns casos, empresas privadas juntam uma certa quantidade de objetos e chamam a Defesa Civil para fazer a doação.
Talvez com uma boa mobilização da mídia, empresas e organizações de outros estados, esses estados pudessem então ficarem aptos a receber ajuda e donativos. Não sei até onde vai o interesse de uma mobilização desse tipo para uma região mais que excluída.
O rompimento da barragem de Algodões I destruiu todo o vilarejo de Cocal. Apenas a Escola, a Igrejinha, a Prefeitura e o único hospital da cidade conseguiram manter-se em condições de abrigar as famílias desalojadas.

value="always">

May I'm wrong. Maybe I'm not following the news. I really hope to be wrong, but I'm not seeing any social mobilization, as strong as to the flood victims of Santa Catarina, at November 2008, to the victims of the flood happened at Nordeste (States of Piaui, Maranhão and Ceará). At Santa Catarina the Local Government and even many Organizations worked to get donations, food, clothes and even money to the flood victims. The victims from Maranhão, Piaui and Ceara are experimenting no support.
Most of the donations are made by the National Government, at Brasília. According to the organization assessor, food, medication, mattress and hygiene kits are only sent when the state ask for. Ioneide Araújo, Technical Assessor of the Ceara Civil Defense told that no campaign has been made abroad the state to ask for donations "But if some institution would like to help us, we are opened to receive those donations, mainly food and good water."
According to Cor. João Vasconcelos, from the Ceará Firefighters, there is a mobilization inside the state to get donations. Beyond the Firefighter Department, there are also some collect posts at some cultural events to get food and clothes. In some cases some private corporations get some donations and call the government to distribute it.
Maybe with a good involvement of the media, companies and organizations from other states, those could be apt to receive help and donations. I just don't know how far goes the interest to do some kind of mobilization to a more then excluded region.
The Algodões I dam disruption destroyed an entire village, named Cocal. Just the school, the little church, the city hall and the unique hospital of the city could get in conditions to shelter the dislodged families.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Sertanejo x Caipira

Não gosto quando as pessoas assumem que o Caipira é a mesma coisa do Sertanejo. Pois não são! O adjetivo "sertanejo", originalmente, refere-se à cultura nordestina, do interior, que encontrou vegetação e clima hostis, além da dominação política dos "coronéis", obrigando a desenvolver uma cultura de resistência, do matuto, legitimamente sertanejo, conhecedor da caatinga. Assista Abril Despedaçado, As Três Marias ou Guerra de Canudos.
Difere-se da cultura caipira, originária na área que abrange o interior de São Paulo e os Estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná. Ali se desenvolveu uma cultura do colono que encontrou abundância de águas, terra produtiva e um clima mais ameno, típico do cerrado. Para isso basta assistir O Rei do Gado, Paraíso ou qualquer novela besta da Globo.

Diante disso, o que está errado no vídeo abaixo?



I don't like when people thinks that a Cowboy is the same as a Sertanejo. The term "sertanejo", originaly, refer to the Nordeste culture (Sertão of Pernambuco, Paraíba, Piauí, Sergipe, Alagoas...), in the countryside (Sertão). He found an hostil vegetation and climate. Besides this was the domination of the politics from "Coronéis" - which means a kind of mafia boss at Sertão. This obligated him to develop a culture of resistance, Matuto (proper name given to a Sertanejo - with the knowledgement of Caatinga (Caracteristic vegetation of Sertão).
It differs from the Caipira (Cowboy) culture, which had origin in the área of São Paulo countryside, and Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins and Paraná Brazil States. There developed a culture of a people whose found a lot of water, productive land and a warm climate (Cerrado).

The song above sings about Caipira, but shows the image of a Sertanejo :P
Locations of visitors to this page
Côcos pelo Mundo