segunda-feira, 29 de março de 2010

Estaremos prontos para uma política com sustentabilidade?

Política e sustentabilidade! Confesso que nunca havia escutado falar em Sérgio Xavier. 47 anos, fundador do Partido Verde em Pernambuco, jornalista e engenheiro eletrônico, já ocupou cargos no Ministério do Meio-Ambiente, Ministério da Cultura e no SEBRAE. É especialista em comunicação digital e dono das empresas SX Brasil http://www.sxbrasil.com.br/achix/sistemasx e InterJornal - http://www.interjornal.com.br no Porto Digital.
Apesar de ser praticamente um desconhecido no cenário político atual, possui propostas interessantes. Infelizmente essas propostas não colam. Infelizmente são propostas muito a frente da cultura atual do estado (e até do país). Menos de 5% da população do estado tem uma consciência ecológica sustentável, tipo reciclar e tal. Na verdade 80% devem estar pouco se importando com isso.
É complicado tentar convencer uma pessoa que joga lixo nas ruas, saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas, trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento, faz "gato" de luz, de água e de tv a cabo e compra produtos pirata com a plena consciência de que são pirata, a acreditarem em propostas sustentáveis.
Infelizmente ainda falta muito para que nossa educação chegue a esse patamar, pois não é culpa da população, e sim de uma falta de educação de base a esse respeito. Fala-se tanto da necessidade deixar um planeta melhor para os nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores (educados, honestos, dignos, éticos, responsáveis) para o nosso planeta, através dos nossos exemplos... Nossa população não está pronta ainda para os Sérgios Xavier da vida, mas espero que meus filhos possam estar.





Politics and sustainability! I confess that I had never heard about Sérgio Xavier. 47 years old, founder of the Green Party at Pernambuco, journalist and electronic engineer, has held positions in the Ministry of Environment, Ministry of Culture and SEBRAE. He's specialist in digital communication and owner of the companies SX Brasil and InterJornal at Porto Digital.
Instead of he's being an almost unknown at the current politic scene, he has interesting proposals. Unfortunately nobody will believe that proposes. Unfortunately those are proposes far forward to our current culture at the state (and even at the country). Less than 5% of the people of the state has an ecological awareness and sustainable, as the needing to recycle, for example. In fact 80% might even care about it.
Its complicate try to convince someone - that throws garbage on the streets, steal charges resulting from accidents on the roads, drives on the shoulder in a traffic jam, to do illegal connections to stole electricity, water or cable tv and buy pirated products knowing that they are pirated - to believe on sustainable proposes.
Unfortunately we must wait too long yet to our education get to this plan, because isn't a fault of the population, but the non-base education for them. We talk so much about the needing to leave a better planet for our children, but we forget the urgency to leave better children to the planet (educated, honest, decent, ethical, and responsible) through our examples... Our population isn’t ready for the Sérgios Xavier yet, but I hope that my sons can be.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Roberto Magalhães... Ser ou não ser candidato!

Injusto. Fui muito injusto com o Deputado no meu último post cujo mencionei. Continuando minha alfabetização política (Acho que todo mundo deveria fazer isso de alguma forma. Ao menos escolheríamos políticos de mais qualidade para nos representar.), comecei uma pesquisa sobre o não tão sumido Roberto Magalhães. Realmente foi culpa minha a desinformação.
O Deputado está em seu 4o. mandato. Encontrei 619 propostas dele na página da Câmara, e não eram propostas pra mudar nomes de Ruas ou elevar o próprio salário. Eram propostas sérias, com fundamentos e atendendo os interesses da sociedade. Li algumas matérias também citando o Deputado como um dos últimos exemplos de seriedade na política.
Algumas de suas propostas incluem a extinção da cobrança do Seguro Habitacional nos financiamentos da Casa Própria (particularmente tenho grande interesse nesse), Transferência da responsabilidade fiscal da previdência para o Tesouro Nacional (isso já acontece financeiramente, o impacto seria apenas contábil) e vedar todo e qualquer segredo judicial, em qualquer fase, de processos cujos réus sejam membros dos poderes Executivo, Legislativo ou Judiciário. Transparência e interesses sociais.
Nunca fui fã do DEM, mas como sempre disse, voto em pessoas, não em partidos. E o Sr. Roberto Magalhães ganhou muitos pontos no meu conceito. O grande problema é que parece que esse homem não irá candidatar-se, pois cansou da vida política e de tudo que ela vem representando e tornando-se. Não o culpo. Perdemos nós, o povo, restando-nos opções medíocres para nossa escolha.



Unfair. I was very unfair with the Congressman on my last post. Continuing my politic literacy (I think that everybody should do it in some way. At least we would better choose politics to represent us), I started a new research about the not so missed Roberto Magalhães. And was really my fault the disinformation.
The congressman is on his fourth mandate I found 619 proposes from him at the House of Representatives site, and weren't those fool proposes about change some street name or increase his own salary. There were serious proposes, based on meeting the interests of the society. I also read some notices saying that he's one of the last examples of serious men on the politics.
Some of his proposes include the extinction of the housing insurance tax inside the financing of the home ownership (particularly I have a large interest on this one), the transferring of the tax liability of the pensions to the national treasure (this already happens at the financial level, the impact would be only on accounting level) and over any judicial secret, in any stage, of process where the defendants are members of the Executive, Legislative or Judicial. Transparency and social interests.
I was never a big fan of the DEM (Democratic), but as I always said I vote on persons, not parties. And Mr. Roberto Magalhães won a lot of points at my concept. The problem is that this man seems that will not being candidate, because got tired of the politic life and everything that it represents and had became. I don't blame him. Those that will lose will be us, the people, left to the poor choices of candidates.

terça-feira, 23 de março de 2010

Contra Burguês, Vote 16!!!

Não achei que eu fosse encontrar tanta coisa sobre Kátia Telles apenas visitando o site do seu partido, o PSTU. E foram tantas coisas que me deixaram com medo. Acho que não consegui somar nenhum ponto positivo que me tentasse a votar nela. Além dela ser a Paladina da Política, afirmando que todos os outros são cúmplices da corrupção e do mensalão, vem com propostas altamente radicais e que não consigo ver como funcionais ou com algum plano de ação coerente.
Vamos Desprivatizar a CELPE!!!! Mágico!!!! Simples não? A gente cancela a venda e dá um chute na bunda da Iberdrola ou simplesmente compra de volta, pelo menos pelo dobro do valor que foi vendida. Vai ser bonito. Claro, se ela voltar para o estado, não haverá mais cobrança de energia para mais da metade da população. E a outra metade que vai se descabelar pra pagar as contas de todos. É bem justo.
"Nenhuma isenção, renúncia ou incentivo fiscal para as empresas.". Esqueci que empresas não geram empregos. Afinal, todos os trabalhadores daqui devem ser pagos pela folha do estado, inclusive eu. Vamos então cortar os incentivos, diminuir a produção e demitir alguns mil trabalhadores. Vai ser bacana.
Obras públicas financiadas com impostos especiais e progressivos sobre as grandes fortunas. Tu é rico? Se fufu! Ah, mas claro que na Terra do moranguinho Feliz de Kátia Telles os ricos vão ficar nesse estado e continuar a abrirem empresas aqui, mesmo sem nenhum incentivo e ainda tendo que pagar mais por isso. Porque eles são legais! Não... ninguém vai preferir abrir empresas no estado vizinho, onde é mais barato e terão incentivos fiscais. Isso é uma grande mentira!
"Propomos que todas as terras do país sejam propriedade do Estado, mas garantindo o pedaço de terra para quem nela queira trabalhar. Haverá um redirecionamento da produção de forma a atender às necessidades da população e não do mercado.". Se não me engano na URSS foi assim, não? Eita... não funcionou. É tipo você tem duas vacas, mas na verdade elas pertencem ao estado. Ele vai lá, mata uma delas pra alimentar o exercito só que a outra não dá leite. Ai sua família morre de fome e o estado confisca a outra vaca.
"Pelo menos 710 mil moradores da RMR vão andando para o trabalho por falta de dinheiro para bancar o transporte público.". Admitamos que isso seja verdade. Onde nesse mundo o nosso sistema de transporte público vai conseguir suportar essa demanda de 710 mil usuários a mais, se ele nem suporta o que existe hoje? E ai? De quem vai ser a responsabilidade de melhorar o sistema de transporte público? Das empresas que não vão receber nem incentivo nem subsídios pra isso? E a Sra. Governadora vai conseguir dinheiro onde? Dos impostos ululantes das grandes fortunas que vão ficar no estado olhando seu dinheiro sumir? Acho que na Terra do Moranguinho Socialista isso funciona.
Ela apenas distorce um pouco a frase de Engels: "A libertação dos trabalhadores será obra dos próprios trabalhadores". O próprio Marx teve muita dificuldade ao tentar impor essa máxima em prática, pois como delimitar a entidade "Classe de Trabalhadores"? E pior, como delimitar as várias tendências ideológicas dentro dessa própria classe? Muito já foi conseguido pelos trabalhadores ao longo de anos, pelos próprios trabalhadores, mas em nenhum momento retirando das empresas os subsídios para que continuem trabalhando.



I couldn't imagine to find so many things about Kátia Telles just visiting the site of her party. And that were so many things that feared me. I think I didn't sum any positive point to make me even consider her as a possible candidate to my vote. Besides she's the Paladin of the Politics, saying that every others are corruption accomplice, she comes with high radical proposes, which I can't see as functional or with any fundament to get it working.
Let's UNprivatize the CELPE (Energy Company of the State)! It's magic! Very simple, we just cancel the company sell (it was more or less ten years ago) and kick the ass of the buyers. Or better, we simple buy it back, for at minimum the double of the price that it worth. It'll be pretty. Sure that if it come back to the state hands, the plan is also to not charge energy payment for more than a half of the population. The other half play the magic to pay their and the others bill. Very fair.
"No tax immunity or tax incentive to the companies". Oh yes, I forgot that companies don't bring jobs. At least all the employees here are paid by the government, including me. So let’s cut the incentives, decreasing the production and firing some thousands of workers. It'll be cool.
Public works will be funded with the money of special progressive taxes charged to the big fortunes. You're rich? Good luck my friend! Sure that in the Strawberry Happy Land of Katia Telles the rich ones will still remain here and keep opening their companies, even without any incentive and paying more for that. Just because they're cool people. No... no one will prefer to open its company on the neighborhood state, where the price is cheaper and that are taxes incentives. That's a lie!!!
"We propose that all the land of this country may be state property, but granting a piece of land to those that want to work on it. That'll be a redirection of the production to meet the needs of the population, not of the market.". I guess that was like this at USSR, didn't it? Ops... Didn't work! It's like you have two cows, but in fact the state own they. So it goes there and kills one of the cows to feed the army, but the other doesn't have any milk. So your family dies starving and the state takes the left cow.
"At least 710 thousand city residents go to their work on foot because they don't have money to pay a public transport". Well, let's say that this is true. Where in this world our public transport system will support those 710 thousand users, when it can't even support the actual users amount? So? Who will be responsible to improve the transport system? The companies which won't get any support or incentive to do it? Where Mrs. Governor will get this money? From the super taxes of the rich companies that will be just looking their money going away? I guess that at the Socialist Strawberry Land this may work.
She just distorts a little the Engels quotation: "the emancipation of the working class must be the act of the working class itself". What programmatic statement could delimit the organization as a class movement of the proletariat, yet avoid lining up with any of the various ideological tendencies within that class (or outside it)? The working class got a lot along those years, but never removing from the companies any allowance to they keep working.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Mas o Antinordestino é legal!

Pensando melhor, lembrei de uma razão para manter Jarbas como uma segunda opção, e não primeira: Seu apoio ao José Serra. Não acredito, ao contrário do deputado André de Paula, que Serra irá olhar pelo Nordeste e Norte. Tipo do político que tem a filosofia que Nordeste é sub-região. O gerador de riquezas do país é o Sul e Sudeste. Se Andrezinho acha que a fama Antinordestino de Serra não vai colar, aqui já colou a muito tempo. "Serra tem forte vinculação com a comunidade Nordestina em SP. Ano passado fez uma homenagem aos 20 anos da morte de Luiz Gonzaga."... Nossa! Capaz de ganhar meu voto por causa disso =P
Jarbas, também elite, afirma que Serra tem uma forte imagem positiva. É... No Sul e Sudeste novamente e de novo. Infelizmente Sul e Sudeste também concentram a maioria dos eleitores, fazendo com que as pesquisas mostrem certa "força" de Serra. Infelizmente também muitos eleitores ainda sofrem do efeito manada, com a ridícula filosofia de "não perder o seu voto".



Thinking better I remembered a reason to keep Jarbas as my second choice, instead of first: his support to José Serra. I don't believe, contrary to the congress man André de Paula, which Serra will look at North and Northeast regions on his government. He's the kind of politician that thinks that Northeast is a Sub region. The states that make the country rich are South and Southeast. If Andrezinho thinks that the Anti-northeast man of Serra will not prevail, here already did a long time ago. "Serra has a strong link with the Northeast community at São Paulo. Last year he even did a tribute celebrating the 20 years of the Luiz Gonzaga's death."... Wow! Now this guy got my vote =P
Jarbas is also an elite candidate and affirms that Serra has a strong positive image. Yeap... At South and Southeast again and again. Unfortunately South and Southeast also represent the major of the electors, doing with the surveys show the "strength” of Serra. Unfortunately either, many electors suffer of the "Herd Effect", with the ridiculous philosophy of "I don't want to lose my vote".

quarta-feira, 17 de março de 2010

Garoto Encrenquinha e suas menininhas

Jarbas, o Garoto Encrenquinha, talvez seja minha primeira (ou segunda) opção para novo governador do estado, apesar de ainda existirem várias interrogações e contrapontos. Primeiro em como será sua campanha já que o mesmo ainda exerce mandato de Senador Federal e pretende vincular sua campanha a de José Serra, ainda não confirmado oficialmente como candidato a presidência. Como Serra não tem nenhuma pressa em confirmar sua candidatura, isso acabou irritando o senador, eclodindo em mais uma série de agulhadas e espetadas nos seus aliados.
Seu surto de ataques tem sido um ponto que venho considerando para colocá-lo como uma segunda opção na minha escolha. "Acordo entre PT e PMDB é uma insanidade!". Tudo bem, não o condeno. Sou também de um tempo onde PT e PMDB eram rivais mortais. Mas por não correlacionar minha intenção de voto a partidos políticos, acho um tanto exagerado considerar essa aliança como "insana". Desde então ele vem mordendo tudo e todos. Política é fazer amigos e alianças. Não vejo Jarbas fazendo muitos amigos com essas atitudes.
Eu também nunca gostei do tipo de pessoa "Velho Enxerido". Acho que cada um deve ficar em seu quadrado. Eu não me vejo como velho namorando ou casando com uma moça que poderia ter a idade de minha filha. Por mais rico que eu fosse. Acho uma situação meio ridícula. Além do que, nunca vou achar que aquela garota está do meu lado por amor. Perdoem-me os adeptos a essa prática, mas acho isso uma grande fraqueza. Acho uma tentativa de compensar algo.
Tudo bem, nem tudo é desgraceira. Ele fez uma boa gestão quando era governador e não deixa a desejar como senador, inclusive apoiando veemente a reforma administrativa do senado. Se for o caso eu jogo uma moeda no momento de votar e escolho no cara ou coroa. Claro que Jarbas é o Coroa! =P



Jarbas, the Problematic Boy, may be my first (or second) choice to state governor, instead of there's a lot of interrogations and counterpoints. First is how will be his campaign once he's still occupying the senate chair? He wants to link his campaign to the José Serra President's campaign, which still didn't confirm officially. As Serra hasn't hurry in confirm his candidate, the Senator became a little upset, leading into another series of pricks and kebabs on his allies.
His attacks outbreaks have been being a strong point when I'm considering placing him as a second choice. "An agreement between PT and PMDB is insanity!" - said Jarbas. That's ok, I don't blame him. I'm also from the time when PT and PMDB were deadly enemies. But as I don't link my candidates to their parties I found a little exaggerated consider this alliance as something "insane". Since this he has been biting everything and everybody. Politics is something where you must bring friends and alliances. I can't see Jarbas doing many friends acting like that.
I also never liked the "dirty old man" kind. Each one in its own square, I think. I can't realize myself older dating a girl that could be my daughter. For as rich as I could be I found this situation a kind of ridiculous. I would never find that the girl would stay with me because she loves me. Forgive me those who date with young ladies, but I found it a big weakness. It's like a try to compensate something.
But not everything is disgrace. He did a good government and also is a good Senator. He including supports the Administrative Senate Reform. If the case I can throw a coin on a coin flip game to chose my candidate. Jarbas will be the dirty face of the coin =P

sexta-feira, 12 de março de 2010

Vai lá Edilson Silva...



É incrível o que você consegue descobrir sobre uma pessoa através de uma rede de relacionamento. Melhor ainda se a pessoa for um pré-candidato a eleição. Para tentar acabar com esse sentimento de analfabeto político, comecei a pesquisar mais um pouco sobre os candidatos não-quase-confirmados ao governo do estado.
Edilson Silva, por exemplo, do PSOL. Procurei informações sobre ele por todos os buracos do Google, mas a melhor fonte de informação que obtive nesse caso foi o Twitter dele.
Descobri que candidatos pouco conhecidos tem um maior costume de postar recados, blogar, twittar ou o que quer que seja. Tempo livre? Que seja. O fato é que essas pessoas parecem se sentir mais confortáveis em redes de relacionamentos. O camarada Edilson, por exemplo, apesar de sua simpatia no seu Twitter, não conseguiu conquistar meu voto.

1) "Vai, Santinha!!!" - A começar daí. O cara é torcedor do Santa Cruz. Se não o for, piorou! Vai Santinha só se for pro inferno!
2) Apoio a Martiniano Cavalcante. Nunca havia ouvido falar desse (claro, analfabeto político), mas descobri que um ex-sindicalista, político de esquerda (mais esquerda mesmo). Fundador da CUT. Não simpatizo com a esquerda muito esquerda.
3) É um cara de família. Marcelinha e Edna aparentemente possuem um papel importante em sua vida. Ganha ponto.
4) Curte o Novo Pina, lá na Rua da Moeda. Pow, também curto, mas dizer que o garçom Reg Rossi é gente boa eu discordo. O cara é tão simpático quanto a carranca do Índio Poty (na verdade ele me lembra Geninho). Serve bem apenas quem ele achar que merece. Eu me fudi nessa história, porque devia estar com cara de playboy naquele dia. Bem zero a zero. Ganhou ponto pela Rua da Moeda e perdeu por causa de Geninho (desculpem, Reg Rossi).

Por dois pontos a um, esse não é meu candidato. Não tenho muita fé em unknowns para governanças =P

☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼

It's amazing what you can discover about someone at the social networks. Even better if the person is an elections pre-candidate. Trying to finish myself feeling of "politic illiterate" I started to research a little more the almost-no-confirmed candidates to state governor.
Edilson Silva, for example, from the PSOL party. I looked for information about him everywhere, but the better information source that I had about him was his Twitter.
I discovered that little knew candidates use to often post messages at facebook, twitter, or wherever. Free time? What ever... The fact is that those people seems to feel more comfortable into social networks. Mr. Edmilson, for example, instead of his sympathy at his Twitter, didn't get my vote.

1) "Go Santinha!!!" - Starting here. He's a Santa Cruz fan. If he isn't, it's even worst! Go Santinha only if it goes to the hell!
2) He supports Martiniano Cavalcante. As I'm a politic illiterate I had never heard about him, but I discovered that he's an ex-union, a left politic (stronger left). Founded the CUT (Unique Central of the Workmen). I don't sympathize with very left people.
3) He's a family guy (not the TV show :P ). Marcelinha and Edna seem to have an important role into his life. Got one point.
4) He likes the Novo Pina, at Rua da Moeda. Dude, I like it too, but you say to me that the waiter Reg Rossi is nice, I totally disagree. This guy is as sympathetic as a totem. In fact he reminds me Geninho, the Sport Team coach. He serves well those that he thinks that deserves. Bad lucky for me, because on the day when I was there, I may were with a playboy face. Here we got a zero zero. Got one point because the Rua da Moeda, but lost one because of Geninho (sorry, Reg Rossi).

For two x one he'll not be my candidate. I'm not stronger in faith on unknown people for governor =P

terça-feira, 9 de março de 2010

Eleição do "?"

Sinto-me um completo analfabeto político. Ano de eleições para governador e não tenho a mínima idéia sobre as minhas opções de candidatos. Tenho certeza de apenas um candidato, o Eduardo Campos, que tentará a reeleição. Ele não fez um mau governo, mas também nada que fizesse um Plim. Ou seja, um governo que nem fede nem cheira. Mas realmente eu queria ter outras opções em mente. A única coisa que tenho são supostos candidatos que encontrei em um questionário de uma pesquisa de opinião:
1 - Edilson Silva (PSOL): A única coisa que lembro ter lido a respeito dele, foi um disse-não-disse a respeito de receber o apoio de Clóvis Correia para sua candidatura. O cara surgiu lá dos Bodródomos de Petrolina formando uma bizarra e estranha aliança com o Robin Wood das Kombis.
2 - Jarbas Vasconcelos (PMDB): Ex-governador do estado na gestão anterior a de Eduardo não deixou a desejar. Cheio de marketing, foi o governo da duplicação da BR-232. Sabemos que o esforço não foi dele, mas o mérito fica atrelado a gestão. Fazer o que? O problema é que atualmente teve algum tipo de surto e passou a agredir oposição e aliados. Ninguém presta e todo mundo é feio! Além disso, particularmente não gosto dele como pessoa. Tipo, velho que se envolve com menininhas. A irmã do esposo de minha prima teve um caso com ele... Não me falou coisas boas.
3 - Kátia Telles (PSTU): A Barraqueira. Não muito diferente de todos os outros barraqueiros do PSTU. Muito extremistas. Nada presta de nenhuma gestão que não tenha sido idéia deles. Ou seja, vamos desfazer tudo e não fazer nada melhor depois. Tenho medo... Muito medo.
4 - Roberto Magalhães (DEM): Ahhhh... O velho Dr. Roberto. Tipo, acho que eu tinha uns 12 anos a última vez que o Roberto foi candidato a governador do estado. Onde ele estava todo esse tempo? Imerso em formol? Poupe-me, o cara é o candidato da elite. Sempre foi. Não vejo muito como sendo o perfil do Dr. Roberto, coisas de obras sociais.
5 - Sérgio Xavier (PV): Sérgio who????

Pra completar, esse fim de semana expirou o prazo dado ao José Serra para confirmar sua candidatura a Presidência... E claro, ele não confirmou! O pessoal que estava embarcado na candidatura do Serra, estão agora todos desembarcando. É o ano dos não candidatos. Deviam colocar um novo botão na urna eletrônica: "?"



I'm feel myself like a politic illiterated. Elections year and I'm with no idea about who are the government candidates. I'm sure about only one, Eduardo Campos, the actual governor that will try his reelection. He didn't a bad government, but also nothing special. A government that no smell, no smells. But I really wish to have other options to vote on. The only thing that I have is supposed candidates that I found at a survey about candidates opinion:
1 - Edilson Silva (PSOL): The only thing that I remember to had read about him was a discussion about a said-not-said on the support of Clovis Correia about his candidate. The guy origin from the Petrolina's GoatSpeedways making a bizarre and strange alliance with the Robin Wood of the Kombi Guys!
2 - Jarbas Vasconcelos (PMDB): Our ex-governor on the last government, before Eduardo, doesn't fall short. A lot of marketing was the government of the 232 highway duplication. We know that the effort wasn't from him, but the merit was related to his government. What can I do... The problem is that recently he had some kind of outbreak and started to attack opposition and allies. Nobody is good and everyone is ugly! Besides that, particularly I don't like him as a person. A kind that is an old man that has affairs with young ladies. The sister of my cousin's husband had an affair with him. I didn't hear good things about him.
3 - Kátia Telles (PSTU): The Troublemaker Girl! Not so different from the other PSTU troublemaker parties. The Extremists. Nothing is good from the past governments that weren’t their idea. Better saying, let's undone everything and do nothing after this. I'm afraid... So afraid.
4 - Roberto Magalhães (DEM): Ahhh... the old Dr. Roberto. I mean, I was 12 years old the last time that Roberto was a government candidate. Where he was all this time? Immersed on formaldehyde? Come on, the man is the elite candidate. Always was the rich ones option. I can't wonder Dr. Roberto doing social works or something.
5 - Sérgio Xavier (PV): Sérgio What????

To complete, this weekend finished the term to Mr. Serra confirm his Presidency candidate... Of course, he didn't confirm. So, whose were getting boat on Mr. Serra candidate now are going out from this boat. It's the Non-candidates year! They should put another button at the voting machine: "?" !

quarta-feira, 3 de março de 2010

Entrevista com a Impunidade

Li esse texto no Blog do Josias de Souza e achei muito interessante. Já que o assunto está sendo política e sacanagens:

“Sou inocente”, disse a Impunidade, fronte alta. Vão abaixo os principais trechos da conversa:
- Por que ninguém é punido no Brasil?
Punidos há, meu rapaz. Mas só abaixo de um certo nível de renda. Ricos e poderosos escapam por culpa do ilógico que nos cerca.
- A sra. está na origem dessa falta de lógica, não?
Negativo. Sou inocente. A origem está no Éden.
- Como assim?
Ao comer do fruto proibido, Adão e Eva nos roubaram o paraíso. Em troca, ganhamos o sexo e a indústria do vestuário. Passamos a parir milhões de corpos inúteis. E vieram as roupas, bolsos em excesso, as cuecas, as meias...
- A culpa, então, é da serpente?
Há também os portugueses?
- A sra. pode ser mais específica?
Raciocine comigo, meu rapaz: como seria o Brasil se os portugueses tivessem sido postos para correr naquele fatídico 22 de abril?
- Como seria?
Um país habitado exclusivamente por índios. No resto do mundo, políticos de terno, gravata e roupas de baixo. Aqui, todos nus, vergonhas à mostra.
- A culpa, então, é da indústria da moda?
Não podemos esquecer o fator genético.
- Quer dizer que...
Permita-me concluir o raciocínio, meu rapaz.
- Por favor, vá em frente.
Se as caravelas tivessem sido expulsas, nós não estaríamos tendo essa conversa. Você não existiria.
- Mas, mas...
Sua cara denuncia a presença de sangue índio nas veias. O clareamento de pele veio com a mistura: portugueses, negros, italianos e todo o coquetel de que você é feito.
- Quer dizer que a culpa é minha? Ou, pior, da imprensa?
Não me entenda mal, rapaz. Você não existiria. Mas, em compensação, também não existiriam o Arruda, o Sarney, o Jáder, o Renan...
- A sra. está sendo racista...
Alto lá. Racista não, realista. Pense em como seria o Brasil se os holandeses tivessem derrotado os portugueses na Capitania do Maranhão, colonizando depois todo o país. O padrão nacional de beleza seria outro. Em vez do bigode do Sarney, uma legião de giseles, loiras, pernudas, longilíneas, lindas.
- A culpa, então, é da miscigenação?
Convém não esquecer a maldição do autodesprezo.
- Não entendi.
Somos a terra do malandro, do indolente. Respiramos um paradoxo: somos o país do jeito pra tudo e, simultaneamente, o país que não tem jeito. O mundo olha para os nossos canalhas e suspira: sabe como é... brasileiro...
- Isso soa a lero-lero de quem não quer assumir a própria culpa.
Não me ofenda, caro rapaz. Então o Lula, presidente que nada vê e nunca sabe de nada diz que o Sarney não pode ser tratado como pessoa comum e eu é que sou culpada?
- Entendo. A culpa, então, é do presidente?
Veja bem, não podemos esquecer o resto.
- O resto?
Exatamente. Refiro-me aos milhões de brasileiros comuns. Eles têm o poder. Mas se esquivam de exercê-lo.
- Como assim?
Ora, meu rapaz, não há marcianos na política. Eles são eleitos. Roubam, desviam, tripudiam, dançam, sapateiam... E são reeleitos.
- Mas, mas...
Em vez de mandar essa gente pra cucuia, o eleitor prefere se agarrar à crença de que é vítima de um conto-do-vigário eterno. Esse papel de vítima é coisa de otário, meu rapaz.
- Culpa do povo, portanto.
Não queira me comprometer. Ouça tudo o que e eu te disse. Você me parece um rapaz inteligente. Tire suas próprias conclusões. Mande seus 22 leitores olharem no espelho. E pare de encher a boca para pronunciar o meu nome. Esqueça a Impunidade, meu rapaz. Você me pergunta de quem é a culpa. E eu te digo: Minha é que não é. Não, não e não!



I read this text at Josias de Souza's Blog and found it very interesting, once that we're talking about politics and slutty. And every ostrich a czar!

""I'm innocent", told the Impunity, with head at high. There goes the main pieces of that talk:
- Why no one is punished in Brazil?
Punished they are, my boy, but only under a certain income level. Rich and powerful people just escape because the illogical surrounding us.
- You're in the beginning of this lack of logic, aren't you?
No. I'm innocent. The origin is on the Eden.
- What you mean?
When Eva and Adam ate the forbidden fruit they stolen us the heaven. In other side we got sex and the wearing industry. We started to birth a series of useless bodies. And then came the clothes, too many pockets, underwear, socks...
- So, the fault belongs to the Snake?
And also the Portuguese!
- Can you be more specific?
Think with me boy: How would be the Brazil if the Portuguese were put to run on that April, 22?
- How would be?
A country exclusively inhabited by indians. On the rest of the world, politicians wearing suit, tie and underwear. Here everybody naked, showing no shame.
- So, the fault belongs to the fashion industry?
And we can't forget the genetic factor.
- This means...?
Allow me to conclude this thought.
- Please, go on!
If the caravels had were sent off, we wouldn't having this conversation. You would not exist!
- But...
Your face shows the indian blood inside your veins. The skin bleaching came with the race mixing: Portuguese, black, Italians and this entire cocktail that you're made of.
- So you're saying that is my fault? Or even worst, the press?
Don't take me wrong boy. You would not exist, but also the Arruda, Sarney, Jáder, Renan...
- You're being racist...
Stop there. Not racist, but realist. Just think how would be this land if the Dutch had defeated the Portuguese, colonizing the country. The national standard of beauty would be other. Instead of the Sarney's mustache we would have a legion of Giseles, blondes, long legs, tall and pretties.
- This fault belongs to the mixing, then?
It's convenient not forget the self contempt curse.
- I'm lost...
We live in the land of the trickster, the indolent. We breathe a paradox: We're the country that always a way to fix, and also hasn’t a way to be fixed. The world looks to our scoundrels and says: "Well, you know... Is Brazilian..."
- This sounds like bullshit, from someone that doesn't want to take the blame!
You're offending me boy. So Lula, the president that sees nothing and nothing says, tells that Sarney can't be treated as a common and is this my fault?
- I see... So the fault belongs to the President?
Take it easy, we can't forget the rest.
- The rest?
Exactly. I mean the million of Brazilians. They have the power, but refuse to use it.
- What you mean?
Come on boy, there're no aliens at politics. They being elected, stole, cheat, dance, they do what they want... and after all this they become reelected.
- But...
Instead of set those people to hell, the elector prefers to hold on a believe that he's a victim of an eternal cheat. This role of victim is a loser thing my boy.
- The fault belongs to the people, concluding.
Don't compromise me. Listen all that I told you. You look like a smart boy. Take your own conclusions. Ask for your 22 millions of electors look at the mirror. And stop filling your mouth to announce my name! Forget the Impunity boy! You question me about whose is the fault. I tell you: Mine that isn't! No it isn't!"

terça-feira, 2 de março de 2010

Pelos Poderes da Petrobras! Eu tenho o Pre Sal!!!

Já que toquei no assunto Petrobrás no post anterior, pergunto: o que aconteceu de fato com a CPI da Petrobrás? Em Maio do ano passado o PSDB com uma manobra samurai do 3o. Dan instaurou uma CPI para apurar irregularidades na administração da estatal Petrobrás, a menina dos olhos de Lula. Obras bilionárias, superfaturamento, gestão temerária, sonegação de impostos, entre várias outras acusações como manipulação dos registros fiscais, justificadas por brechas na constituição:

Art. 4º O disposto no art. 4º da Lei nº 9.718, de 1998, em sua versão original, aplica-se, exclusivamente, em relação às vendas de gasolinas, exceto gasolina de aviação, óleo diesel e gás liquefeito de petróleo - GLP.

Parágrafo único. Nas vendas de óleo diesel, ocorridas a partir de 1º de fevereiro de 1999, o fator de multiplicação previsto no parágrafo único do art. 4º da Lei nº 9.718, de 1998, em sua versão original, fica reduzido de quatro para três inteiros e trinta e três centésimos.

Coisa vai e coisa vem tentando varrer a coisa pra debaixo do tapete eis que surgiu o PréSal no fim do túnel! Fontes internas da própria estatal que por razões óbvias não posso revelar me informaram que o "vazamento" da descoberta da camada PréSal foi proposital e feito pela própria estatal. Ora, sentido faz, pois logo veio o Bum das ações da Petrobrás e o ninguém falava em outra coisa, como se a CPI fosse apenas um sonho ruim. Uma informação que não podia ter chegado (ou vazado, como reza a lenda) em hora mais providencial.
Com isso em vez de multas e punições o que ocorreu foi justamente o inverso: foram ampliados os poderes da Petrobras e a exclusividade, sem competição, para explorar o PréSal! Não foi por acaso que a CPI da Petrobrás foi esquecida e varrida para debaixo do meio de um tapete grande e pesado.



As I talked about the Petrobras topic on the last post, I ask you: what really happened on the Petrobras Investigation? On May of the last year the party PSDB, with a samurai of the third Dan movement, established a commission to investigate irregularities at the company administration, the beloved president's company. Billionaire constructions, overbilling, fearing gestation, no payment of taxes, among many other charges as manipulation of the tax numbers, justified by some gaps on the constitution:

Art. 4o. the arranged at art. 4o. of the law no. 9.718 from 1998, on its original version, is applicable, exclusively, if related to the fuel selling, except for airplanes gas, diesel and liquid gas made with oil (GLP).

Sole paragraph. On the diesel selling, from February 1, 1999 until now, the multiplication factor foreseen at the sole paragraph of the Art. 4o. of the law no. 9.718, from 1998, in its original version, is reduced from four to three integers and thirty three cents.

Everything coming and going, trying to sweep the dust to under the carpet, so appeared the PreSal* at the end of the tunnel! Internal sources from the company, which for obvious reasons I can't tell who is, told me that the information "escape" about the discovery of the PreSal coat was deliberately and made by the company itself. There's a sense once that after this, the company papers value got incredible high and everybody were talking about this, as if the investigation was just a bad dream. The information wouldn't have come in a better time.
So, instead of the fines and punishment what happened was just the contrary: The company got its power stronger and got the exclusive rights, without any competition, to explore the PreSal. So wasn't by chance that the investigation was forgotten and swept under the middle of a big and heavy carpet.

*The Brazilian PreSal is a set of oil reserve, older than the salt coat under the earth crusts, found at Northeast and South of Brazil.

segunda-feira, 1 de março de 2010

Será mais um ano de sacanagem política?

Mais um ano de eleições e mais um ano que menos acredito que algo irá mudar. Crise no Senado onde ninguém foi punido. Atos secretos. Deputado com castelo avaliado em 25 milhões e ainda usando verba da câmara em suas empresas. Deputados e governador de Brasília recebendo propina, guardando dinheiro em meias, cuecas e bolsas. Em Pesqueira a prefeita teve seu mandato cassado. Gasto de 6,2 milhões em pagamento de horas-extras. 181 diretorias criadas no Senado, ou seja, duas para cada Senador. Cassação do governador da Paraíba, Sr. Cássio Cunha. Farra das passagens aéreas, com família dos Senadores e Deputados viajando as custas do dinheiro público. CPI da Petrobrás indo pro saco. Tudo isso para confundir a cabeça de um eleitor que já está mais que desacreditado na honestidade daqueles que ele escolheu para o representar. Não estou afirmando que não existe ninguém que preste na política brasileira, mas eles ficam meio apagados perto de tanto mau agouro. Além disso nosso povo é famoso por sua curta memória, sempre reelegendo políticos envolvidos em corrupção tempos atrás. E quando digo tempos atrás não é coisa de 10 anos, e sim de no máximo um ano. Só me resta, com tudo isso, tentar manter minha cabeça em pé :P

video

One more election year and one more year that I believe less and less that something will be change. Senate crises which no one was punished. Secret Acts. Congressman with a castle evaluated on 25$ millions and either using the public money on his companies. Brasilia governor and congressman receiving tips, putting the money inside their underwear, socks and bags. At Pesqueira the elected mayor being putting out from the mayor hall, for has stolen. Payment of $6,2 millions on work of people after time work. 181 directories created at Senate, it's two directors for each senator. Annulment of Paraiba's government, Mr. Cássio Cunha. The party of the flying tickets, with senators and congressmen families going traveling by the public money. Petrobras investigation going forgotten. All that to confuse the elector mind, that's already unbeliever on the honesty of those whose his chosen to represent him. I'm not saying that there's no one honesty anymore at Brazil's politics, but the good guys are a little erased in front of so many bad guys. Instead of this our people is famous about its poor memory, always reelecting politicians involved on corruption some time ago. And when I say some time ago, I don't mean 10 years or more. I mean at maximum one year! Rest me, with all this, try to keep my head up high :P
Locations of visitors to this page
Côcos pelo Mundo