sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Criando Túnel SSH

Vamos lá tentar retomar essa vida inútil de blogueiro, tirando as teias de aranha e o pó dos cantos. Vou retomar meus escritos registrando aqui uma coisa para que eu não esqueça novamente e que tomou quase todo o meu dia de ontem tentando configurar: Fazer um túnel via SSH pelo Putty! O cenário que me levou a essa necessidade foi o seguinte. Eu tinha acesos via SSH pela porta 777 a um servidor Oracle de banco de dados em um host remoto, e precisava acessar esse banco através de uma aplicação local em minha máquina. A primeira coisa a se configurar é a conexão ao host remoto. Por exemplo, você precisa acessar o banco de dados que está no servidor 201.200.175.203, porém o acesso remoto está liberado na porta 777. A configuração ficaria da seguinte forma no Putty:
A próxima etapa é fazer a configuração do túnel (Tunnels). Essa coisa toda de túnel, ou tunneling como é popularmente conhecido, é quase um WormHole usado nas viagens do Capitão Kirk e sua nave Enterprise. Eu simplesmente informo que quando eu acessar a porta XXXX na minha máquina localmente, ele irá acessar o local especificado na conexão criada:
Traduzindo o que foi feito na figura acima. Estou informando que vou usar a minha porta 1521 (Source port) para acessar o servidor “server-oracle” - também poderia ser informado um IP – na porta 1521. Clicar em “Add” para criar a configuração:
Agora vem o pulo do gato! O detalhe mágico que fará sua aplicação acessar o banco através do TNSNAMES. Você deverá informar o ip 127.0.0.1 no HOST do tnsnames para esse banco:
O SERVICE_NAME (ou SID) deverá conter o nome do banco que você deseja acessar. Com essa configuração será possível então fazer com que qualquer aplicação sua (TOAD, SQL Developer, BDE, etc.) possa acessar o banco remoto através do seu Client.

SSH Tunneling

Let's try to get back to this useless life of blogger, taking out the spider webs and dust of the room corners. I'll return my posts registering here something to I never forget again, once it took all of one entire of my days trying to configure: A SSH tunneling through Putty! The scene which lead me to this need was that once I had a SSH access through 777 port, on a Oracle Database Server into a remote host, I had to access this database through some local application at my computer. First thing to do is configure the connection to the remote host. For example, you need to access a database that is at the 201.200.175.203 ip server, but your remote access is opened at 777 port. The configuration on Putty would be similar to this:
Next step is to configure the tunneling. This stuff called tunneling is almost like the Worm Holes used by Capitain Kirk and the Enterprise. You just have to inform to Putty that when you try to access the XXXXX port on your local machine, system will foward you to the host and port specified on your configuration: Translating what was done on the figure above. I'm informing that I'll use my local port 1521 (Source Port) to gain access to the DB server “server-oracle” - we could also inform an IP address there – at 1521 port. Click “Add” to create this configuration:
And now comes the phylosofal stone secret! The magic that will make your local application access the remote database through your TNSNAMES. You must have to inform at the HOST of your session the 127.0.0.1 IP for this database:
O SERVICE_NAME (or SID) must have to contain the database name which you would like to access. Thus, with this configuration, will be possible to make that any of your local apllications (TOAD, SQL Developer, BDE, etc.) to access the remote database trhough your Oracle Client.
Locations of visitors to this page
Côcos pelo Mundo