sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Criando Túnel SSH

Vamos lá tentar retomar essa vida inútil de blogueiro, tirando as teias de aranha e o pó dos cantos. Vou retomar meus escritos registrando aqui uma coisa para que eu não esqueça novamente e que tomou quase todo o meu dia de ontem tentando configurar: Fazer um túnel via SSH pelo Putty! O cenário que me levou a essa necessidade foi o seguinte. Eu tinha acesos via SSH pela porta 777 a um servidor Oracle de banco de dados em um host remoto, e precisava acessar esse banco através de uma aplicação local em minha máquina. A primeira coisa a se configurar é a conexão ao host remoto. Por exemplo, você precisa acessar o banco de dados que está no servidor 201.200.175.203, porém o acesso remoto está liberado na porta 777. A configuração ficaria da seguinte forma no Putty:
A próxima etapa é fazer a configuração do túnel (Tunnels). Essa coisa toda de túnel, ou tunneling como é popularmente conhecido, é quase um WormHole usado nas viagens do Capitão Kirk e sua nave Enterprise. Eu simplesmente informo que quando eu acessar a porta XXXX na minha máquina localmente, ele irá acessar o local especificado na conexão criada:
Traduzindo o que foi feito na figura acima. Estou informando que vou usar a minha porta 1521 (Source port) para acessar o servidor “server-oracle” - também poderia ser informado um IP – na porta 1521. Clicar em “Add” para criar a configuração:
Agora vem o pulo do gato! O detalhe mágico que fará sua aplicação acessar o banco através do TNSNAMES. Você deverá informar o ip 127.0.0.1 no HOST do tnsnames para esse banco:
O SERVICE_NAME (ou SID) deverá conter o nome do banco que você deseja acessar. Com essa configuração será possível então fazer com que qualquer aplicação sua (TOAD, SQL Developer, BDE, etc.) possa acessar o banco remoto através do seu Client.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Locations of visitors to this page
Côcos pelo Mundo