terça-feira, 28 de abril de 2009

Tulsa Downtown

Em SP vi que estão para construir um novo empreendimento arquitetônico na cidade com outdoors que dizem:
"Um ícone a altura de São Paulo"
"O verdadeiro significado da palavra arranha-céu"
Achei meio exagerado. Particularmente só conto como arranha-céu de 100 andares pra cima. Pela renderização que vi esse "Verdadeiro Arranha-Céu" chega com muito boa vontade aos 60 andares :P

By the way, estou para entrar no segundo capítulo da Saga da Casa Própria. A amiga de minha amiga, que divide apartamento com ela, está para mudar-se. Minha amiga, que vamos passar a chamar de K-beção, está desesperada para arrumar alguém que divida o Ap com ela. Pensei em ser útil enquanto não vou para o meu Ap próprio e ir para lá enquanto isso. O custo de aluguel + luz/água e Condomínio fica em conta até eu mudar-me definitivamente. Fica apenas a uma quadra de onde moro atualmente. Minha única dúvida é se vale a pena fazer esse "joelho" antes de mudar-me ou deixar para fazer tudo de uma única vez. Afinal, pretendo conseguir alguma coisa em no máximo dois meses.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Mondromo Dona Lindu - O Recomeço!


É... Já se passaram 100 dias do governo de João da Costa e ele definiu na lista de prioridades a continuação de diversos trabalhos que estavam em andamento da gestão do João anterior. Entre eles a continuação da Fantástica Obra do Mondromo Dona Lindu! Nada mais justo, já que começou a fazer, agora termina! Melhor que deixar um monte de concreto lá, fazendo parte de mais uma obra inacabada. A obra é tão bem-quista pela população que um popular (embora seja militante de um partido de oposição) entrou com uma ação na justiça, ano passado, para embargar as obras e conseguiu, ao menos por um tempo. A obra orçada em 30 milhões não tem nenhuma justificativa sob a ótica do interesse público, visto que não é uma prioridade da população. Convenhamos... 30 milhões é um montante razoável para ser melhor destinado.Apenas mais uma observação: MPF vai apurar supostas irregularidades em obra de Niemeyer em João Pessoa: Estação Cabo Branco. Será que não vamos cair no mesmo cenário?

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Saga da Casa Própria - O começo!


Dou início aqui as postagens referentes a Grande Saga da Busca pela Casa Própria. Lembrei-me da Saga de Frodo para Mordor afim de queimar o Anel (É... foi intencional). Claro que a Saga da Casa Própria não terá queimação de anel, nem sociedade de elfos e muito menos amigos (ou companheiro?) do tipo Sam. É bem sabido que hoje em dia não compensa habitar um imóvel pagando-se aluguel. A não ser que seja realmente algo que você saiba que será temporário, pois o preço do aluguel é o mesmo, e às vezes até maior, que o valor da parcela do financiamento. Morar em casa com pais/sogros também não rola. Nada contra. Adoro meus sogros, amo meus pais, mas é fato que essa convivência dia a dia tem seus desgastes e chega a momentos delicados. No caminho de volta do local onde almoçamos, sempre passo por um apartamento até jeitosinho. E hoje o danado me chamou a atenção. Não sei porque. O local é agradável, com colégios, igreja, próximo do meu trabalho, etc. Tentei falar com um dos números que estava na placa de vende-se (o único número que consegui anotar na verdade), mas não tive sucesso.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

A Rose of White


A Rose of White
Upload feito originalmente por fromky
As flores decompoem-se, docompondo-se consigo a sua beleza.
Com as amarelas decompoe-se a riqueza,
Com as vermelhas decompoe-se a paixão,
Com as azuis decompoe-se a serenidade,
Com as rosas decompoe-se o amor,
Com as brancas decompoe-se a paz...

Com minhas flôres decompos-se tudo isso...

Mas novas flores nasceram, recompondo a beleza do jardim.
As amarelas trouxeram a riqueza das cores, a luz,
As vermelhas reviveram a paixão perdida,
As azuis me devolveram a serenidade,
As rosas trouxeram novamente consigo o amor,
E as brancas devolveram-me a paz.

sábado, 18 de abril de 2009

Conversa de Criança


- E aí véio?

- Beleza, cara?

- Ah, mais ou menos. Ando meio chateado com algumas coisas.

- Quer conversar sobre isso?

- É a minha mãe. Sei lá, ela anda falando umas coisas estranhas, me botando um terror, sabe?

- Como assim?

- Por exemplo: há alguns dias, antes de dormir, ela veio com um papo doido aí. Mandou eu dormir logo senão uma tal de Cuca ia vir me pegar.Mas eu nem sei quem é essa Cuca, pô! O que eu fiz pra essa mina querer me pegar? Você me conhece desde que eu nasci, já me viu mexer com alguém?

- Nunca.

- Pois é. Mas o pior veio depois. O papo doido continuou. Minha mãe disse que quando a tal da Cuca viesse, eu ia estar sozinho, porque meu pai tinha ido pra roça e minha mãe passear. Mas tipo, o que meu pai foi fazer na roça? E mais: como minha mãe foi passear se eu tava vendo ela ali na minha frente? Será que eu sou adotado, cara?

- Sabe a sua vizinha ali da casa amarela? Minha mãe diz que ela tem uma hortinha no fundo do quintal. Planta vários legumes. Será que suamãe não quis dizer que seu pai deu um pulo por lá?
- Hmmmm, pode ser. Mas o que será que ele foi fazer lá? VIXE! Será que meu pai tem um caso com a vizinha?

- Como assim, véio?

- Pó, ela deixou bem claro que a minha mãe tinha ido passear. Então ela não é minha mãe. Se meu pai foi na casa da vizinha, vai ver eles dois tão de caso. Ele passou lá, pegou ela e os dois foram passear. É isso, cara. Eu sou filho da vizinha. Só pode!

- Calma, maninho. Você ta nervoso e não pode tirar conclusões precipitadas.

- Sei lá. Por um lado pode até ser melhor assim, viu? Fiquei sabendo de umas coisas estranhas sobre a minha mãe.

- Tipo o quê?
- Ela me contou um dia desses que pegou um pau e atirou em um gato. Assim, do nada. pura maldade, meu! Vê se isso é coisa que se faça como bichano!

- Caramba! Mas por que ela fez isso?

- Pra matar o gato. Pura maldade mesmo. Mas parece que o gato não morreu.

- Ainda bem. Pó, sua mãe é perturbada, cara.

- E sabe a Francisca ali da esquina?

- A Dona Chica? Sei sim.

- Parece que ela tava junto na hora e não fez nada. Só ficou lá paradona, admirada, vendo o gato berrar de dor.

- Putz grila. Esses adultos às vezes fazem cada coisa que não dá pra entender.

- Pois é. Vai ver é melhor ela não ser minha mãe. Ela me contou isso na boa, cantando, sabe? Como se estivesse feliz por ter feito essa selvageria. Um absurdo. E eu percebo também que ela não gosta muito de mim. Esses dias ela ficou tentando me assustar, fazendo um monte de careta. Eu não achei legal, não. Aí ela começou a falar que ia chamar um boi com cara preta pra me levar embora.

- Nossa, véio. Com certeza ela não é sua mãe. Nunca que uma mãe ia fazer isso com o filho.

- Mas o ruim é saber que o casamento deles é essa zona, né? Que meu pai sai com a vizinha e tal. Apesar que eu acho que ele também leva uns chifres, sabe? Um dia ela me contou que lá no bosque do final da rua mora um cara, que eu imagino que deva ser muito bonitão porque ela chama ele de Anjo. E ela disse que o tal do Anjo roubou o coração dela. Ela até falou um dia que se fosse a dona da rua, mandava colocar ladrilho em tudo, só pra ele pode passar desfilando e tal.

- Nossa, que casamento bagunçado esse. Era melhor separar logo.

- É. Só sei que to cansado desses papos doidos dela, sabe? Às vezes ela fala algumas coisas sem sentido nenhum. Ontem mesmo veio me falar que a vizinha cria perereca em gaiola, cara. Vê se pode? Só tem louco nessa rua.

- Ixi, cara. Mas a vizinha não é sua mãe?

- Putz, é mesmo! To ferrado de qualquer jeito!

terça-feira, 14 de abril de 2009

Bug!


Bug eyes
Upload feito originalmente por fluffster78/Claire
Essa foto lembrou-em uma máxima da Lei de Murphy aplicada a informática. A informática é a área onde você irá encontrar o maior número possível e inimaginável de ocorrências da Lei de Murphy.

Por exemplo:
1) Todo script, trigger ou procedure criado terá no mínimo um BUG ¤
1.1) Para cada BUG que você corrigir, sugirá pelo menos mais dois BUGs desconhecidos ¤ ¤¤
1.2) Esses BUGs produzirão mais BUGs em uma progressão geométrica exponencial, até que seu script entre em colapso total e trave o banco ¤¤¤¤¤¤¤ ¤¤¤¤¤¤¤ ¤¤¤¤¤¤¤¤¤
2) Parágrafo único: Se seu script não tiver nenhum BUG ele não fará o que deveria ou não funcionará de modo algum.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

O Fusca!


Esse fim de semana aconteceu uma coisa mágica! Por ter sido Páscoa, quase um milagre. Andei novamente em um Fusca! Mas não, não era um fusca tunado, com rodas de liga leve e cheio de pra-que-isso. Nem era um fusca todo original, com aquelas calotas aboloadas e retrovisores cromados. Era "O Fusca"! A porta do motorista não abria. Ele tinha que entrar pela porta do
passageiro e mesmo assim tiha que segurar a porta pra ela não descer no chão. Tinha mais massa na lataria do carro que coxinha de padaria. O banco do passageiro era travado com algo parecido com um pé-de-cabra para não ficar correndo pra frente e pra trás. O estofado cheirava a couro de bisão suado e claro, um arame segurando o para-choque (que era original!). O momento mágico foi colocar 6 pessoas dentro desse milagre automotivo. Lembrou até aquela piada infame do "Como se faz para colocar 5 elefantes dentro de um fusca?". Enfim, entramos todos, o fusca andou e digo-lhes mais! Foi um percurso de mais de 30km até o sítio de Seu Pedro, com direito a trechos de aclive acentuado! E o fusca subiu! E todos se regorgizaram. Então prezados, quando verem um fusca transitando nas ruas ou até mesmo estacionado, não zombem ou coacem dele! Queria ver muito carro fabricado hoje em dia durar mais de dez anos rodando (ou ao menos tentando rodar) descentemente!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Bike


Bike
Upload feito originalmente por Joep R.
Uma das coisas legais que acho na China, em Londres e em alguns outros lugares é a grade utilização de bicicletas como
transporte. A turma vai tranquilamente para o trabalho de bicicleta. Passeios. As vantagens são inúmeras... Exercício,
ecologicamente beneficente, anti-estresse, não enfrenta engarrafamentos, etc. Claro... as vantagens são lá.
O clima em Londres e na China são mais anemos. Se eu vier para o trabalho de bicicleta posso até chegar mais rápido, em
compensação vou chegar molhado de suor. Não é muito legal pedalar 20Km todos os dias numa temperatura média de 30øC. E quando o Sol não está fritando seu juízo, está chuvendo. Isso sem falar nos motoristas loucos e estressados que dirigem na minha
cidade. Não os culpo. Sou um desse, confesso. Os carros ficam se espremendo pelas vias, disputando espaço entre si e os
"ciclistas" locais, nativos. Explico o porquê de ciclista entre "". Como não temos vias apropriadas para transito de bicicletas, existem buracos mil e um fluxo muito grande de veículos, os ciclistas tem que tornarem-se verdadeiros malabaris para transitar por cá. As vezes até exageram, trnasitando contra o fluxo de veículos, trancando carros e atropelando pedestres. A verdadeira lei do cão e quem vence é o mais forte.
Se um Ônibus te tranca o carro, você joga ele em cima da bicicleta. O cara da bicicleta então sobe a calçada e joga em cima do
pedestre. O pedestre que se vire pra sair da frente, ou então vem aquela cena ridícula do ciclista pra um lado, pedestre pra outro, os dois no chão ou enganchados na mesma bicicleta. Para evitar passar por isso, esse é o segundo motivo para não vir trabalhar de bicicleta.
Terceiro motivo é que corro o risco de não voltar com minha bicicleta (carteira, relógio, celular, etc também). Logo, para não
chegar no trabalho molhado (ou de suor ou de chuva), acidentado e assaltado eu contribuo para o aumento da emissão de gás
carbônico, o estresse e o volume de automóveis nas ruas. Planejando logo mudar-me para um local mais próximo do trabalho para tentar vir de bike como faz um colega meu da empresa. Algumas mudanças de hábito fazem bem. Geralmente fazem.

domingo, 5 de abril de 2009

João da Costa Paes Mendonça e os Problemas do Recife



Escutei esse fim de semana a uma entrevista que o Sr. João da Costa Paes Mendonça deu a alguns jornalista e dois pontos me chamaram a atenção. Quando ele abordou o tema da Moradia e da Administração do João da Costa.
Quanto a Moradia, o governo federal está falando em um programa de construir um milhão de casas por ano, mas por quanto irá sair cada uma dessas casas? Além do que o mais importante é a prestação. Uma casa financiada em 30 anos pode sair com as prestações mais caras do que parecem. Sr. Paes Mendonça construiu no Bairro do Futuro um conjunto habitacional com ruas calçadas, praça de eventos para 7 mil pessoas, loted de 10x20, com 42m2, cerâmica, jardins, saneamento, com 65 casas a R$18.708 cada. Quanto irão custar as casas do Governo Federal?
O prefeito João da Costa tem que procurar desburocratizar mais as coisas. O setor privado procura tomar uma série de iniciativas que levam 18 meses pra saírem do papel quando chega na prefeitura. "Seu João da Costa tem que mudar!". Precisa planejamento, prioridade e seriedade. O que faltou nesses ultimos anos de governo foi definir prioridades. Não se cuidou nesses últimos anos de assuntos mais importantes como habitação, saneamendo, transporte e violência. Preferiu-se investir em parque "Dona Lindú". Nova iluminação na Av. Boa Viagem. Não tem problema, mas quando existiam tantas outras questões mais importantes a serem tratadas, como as palafitas que ficam a apenas alguns metros de lá.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

BBC Brasil - Multimídia - BBC filma Obama dizendo que Lula é 'político mais popular da Terra'

BBC Brasil - Multimídia - BBC filma Obama dizendo que Lula é 'político mais popular da Terra'



Achei que levantaram muita polêmica descabida e desnecessária, tempestade em copo d'água - como dizia minha avó -, a respeito do comentário do Presidente Obama sobre o Lula no encontro do G20. Algumas matérias anunciaram o comentário "Do Cara" como perjorativo. Disseram que sua intenção foi de desmoralizar o nosso Presidente.
Discordo. Não vi maldade no comentário do Obama. Nada demais: "This is the man... I love this guy" - "The politicion most popular in the Earth". Minha interpretação é a mesma de quando algum amigo meu faz algo formidável e digo: "Esse cara é meu amigo!". Diferente de quando alguém te sacaneia e você diz: "É, esse cara é meu amigo...". Três pontinhos, exclamação... Na linguagem escrita é muito fácil ocorrer esse tipo de margem para as interpretações. Na falada também acontece, mas não creio que o Lula tenha em algum momento se gabado de algo para que o Obama vinhesse falar que ele era "O Cara" perjorativamente.
Porém tudo é uma questão de interpretação...

Ouvindo Nirvana Ao Vivo - Lounge Act

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Há 4 anos atrás...

quarta-feira, 1 de abril de 2009

A Côr da Minha Aura

Senti-me fazendo aqueles testes que vem em revistas de dondocas tipo Mulher, Noiva, etc... Pior, pra saber a côr de minha aura. Uma coisa totalmente hetero. Mas foi legal pra contestar os resultados:



Your Aura is Yellow



You're a deeply happy and content person, and you enjoy sharing your cheer with others.

While you may seem like a simple optimist, there is a lot of thinking going on inside you.



The purpose of your life: bringing joy and a better life to others



Famous yellows include: Conan O'Brien, Jenny Mccarthy, Jim Carrey



Careers for you to try: Athlete, Actor, Yoga Instructor



"Você é uma pessoa alegre e contente que gosta de compartilhar seus sentimentos com os outros" - Sim, Sad Joe é uma pessoa cheia de vida e alegria mesmo :P Acho que só E. Pereira achava isso e mesmo assim pra tentar me comer.
"Apesar de você parecer ser simplesmente um otimista, existe uma porção de coisas acontecendo dentro de você!" - Dentro do cão :/ Não sou optimista. Sou realista.
"O propósito da sua vida: Trazer alegria e melhorar a vida dos outros" - KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
"Carreiras que deveria seguir: Atleta, Ator ou Instrutor de Yoga" - Instrutor de Yoga, fala sério meu...
Locations of visitors to this page
Côcos pelo Mundo