Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Ter amigos sai caro

Imagem
Ontem a noite sonhei novamente com meus ex-colegas de trabalho, do meu antigo trabalho. É estranho como a gente vai perdendo o contato com os amigos. Claro, ainda existem aqueles resistentes que ainda te aturam apesar de você ficar mais chato a cada ano que passa. Fico divagando o que me impede de manter ou retomar esses contatos? Afinal são pessoas que eu prezo. São pessoas que pertenceram a momentos de minha vida e que tenho certeza gostariam de manter esse contato. O que causa essa perda de contato? Carreira, tipo e lugares de entretenimento, filhos, moradia... O único que justificaria um pouco essa perda de contato é você mudar-se para uma outra cidade ou país. Convidar seu amigo que mora em São Paulo pra o churrasco de fim de semana na sua casa em Recife não rola né. O problema é que mesmo quando seu amigo está na sua cidade você não se esforça tanto para encontrá-lo. Sei que hoje tenho bem menos amigos do que há 10 anos atrás. E se eu continuar nesse rítmo frenético conseguirei c…

E se...

Imagem
E se..., upload feito originalmente por Guzma. Com certeza alguma, ou várias vezes na sua vida, você já usou a expressão "e se". "E se eu tivesse aceitado aquele emprego" - "E se eu tivesse saído aquela noite" - "E se eu tivesse casado com ela". Existem inclusive diversas teorias sobre universos paralelos, onde existe uma versão da nossa vida para cada possibilidade de caminho que podemos seguir.
Assim que nascemos começamos a trilhar um caminho. Bem, enquanto somos bebês e crianças, praticamente todos os caminhos que tomamos são impostos. Somos guiados por nossos pais, tutores, etc. Nem sempre essas pessoas nos guiam por bons caminhos, infelizmente. Isso já é o suficiente para mudar nossa rota. Chegamos na adolescência e começamos a ter opções. Escolher caminhos. Geralmente caminhos errados, mesmo sendo ainda orientados. A parte boa é que normalmente esses caminhos não causam grandes mudanças no nosso percurso. Podemos voltar a trilha principal …

Ninguém samba como Roberto Carlos samba!

Imagem
Estão falando que a Globo atuou no resultado do desfile das Escolas de Samba do Rio, promovendo a vitória da Beija-Flor como a grande campeã de 2011. Tudo porque o Rei Roberto Carlos foi homenageado e estava lá, desfilando e sambando (?) em um carro alegórico cheio de criancinhas, que bonito. Quem sabe no seu próximo álbum ele não coloca a música "Mulher Globeleza". O fato é que não assisti ao desfile da Beija-Flor. Não assisti nenhum desfile. Só assisti um compacto de 10 minutos no YouTube do desfile da Beija-Flor pra poder desenhar com primor e fidelidade a tirinha abaixo.





People are talking that the Globo Network acted on the results of the of the parade of samba schools of Rio de Janeiro, promoting the victory of the Beija-Flor group as the 2011 champion college. All because the King Roberto Carlos was honored there, parading and dancing samba (?) in a float full of little children, so cute! Perhaps in his next album he puts the song "Woman Globeleza". The fac…

A garotinha andrógena

Imagem
mudando meus pensamentos, upload feito originalmente por Camylle Coutinho. Ok, tenho uma confissão a fazer. Mulheres andrógenas (do francês femmes androgynes) me atraem. Nada de colegiais safadas, enfermeiras lascivas ou japonesas mijonas. Talvez pela mistura de sensualidade com não-to-nem-ai, ou pelo seu modo dominador e ainda sensual. Sei que isso me dá um tesão desgraçado. Tudo deve ter começado com aquele filme desgraçado de Luc Besson, O Quinto Elemento, e meu primeiro contato com Milla Jojovich (minha inesquecível Leeloo). Depois veio Shirley Manson e o Garbage destruindo todo meu conceito de garotas colegiais e virgindade. E a Katy, a Musa da NonStop, consolidou completamente, fechando com chave de ouro, as andrógenas no meu mundinho.
Passou o carnaval e todas aquelas menininhas fantasiadas de enfermeiras, evas, diabinhas, coisas rosas, etc, também passavam, mas não me chamavam nenhuma atenção. Coisas comuns e sem criatividade. Muita feminilidade e pouca sensualidade. Fogo, terra…