quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Botões...


Mémorias..., upload feito originalmente por Mááh :).

Fechado e sacrado. Como um botão de uma flor que nunca se abrirá. Envolto em uma capa. Para alguns fina, mas que mesmo assim não tenho forças para transpô-la. Não sei se quero transpô-la. Aqui dentro me sinto protegido. É silencioso... Aquecedor. Flores abrem-se para mostrar sua beleza. Não tenho belezas para mostrar. Flores abrem-se para perfumar. Prefiro ficar aqui dentro e apodrecer sentindo o cheiro da minha própria putrefação. Flores se abrem para atrair pássaros, abelhas, criaturas que levem seu polem para sua procriação. Não tenho nada para deixar de herança se não toda essa amargura que guardo como polem. E esse tipo de polem é melhor deixar aqui dentro.

x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Closed and sacred. As a button of a flower that will never bloom. Wrapped in a cloak. Thin, for some, but I still haven't the strength to cross it. I do not know if I want to cross it. Here inside I feel protected. It is quiet... Warmer. Flowers open to show its beauty. I have no beauty to show. Flowers open to perfume. I Prefer to stay inside smelling my own rot. Flowers open to attract birds, bees, creatures that take their pollen to their procreation. I have nothing to leave as my inheritance instead of all of that bitterness that I keep as pollen. And this kind of pollen is better let inside.

Um comentário:

  1. I've been listening to Rammstein too. I love that band. I have been slowly working my way though their singles as to savor them.

    Just be thankful you don' have to drive in the snow.

    ResponderExcluir

Locations of visitors to this page
Côcos pelo Mundo