sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Tua Beleza...

Lembro quando eu escrevi isso... Já faz algum tempo, mas a essência é a mesma.

Tua beleza não precisa de retoques,
máscaras, maquiagens,
ou qualquer tipo de artifício,
adorno ou especiaria,
que a complementem.

É uma beleza quase divina,
pois os deuses são belos
desde momento de vossa criação.

É uma beleza graciosa,
como o vôo da águia
solitária nos céus.

Uma beleza esculpida
e trabalhada por Deus,
possuída por poucas,
invejada por muitas.

Escultura do amor,
forjada com fogo e alma,
imagem das flores e pássaros,
majestade de tudo que há mais belo.

Peço a clemência
de ter minha vida tomada
a não poder mais ver
tua beleza nesse mundo.

Peço a clemência
que não me seja tirada essa luz
em meio a minha escuridão.

Peço clemência
pelas coisas belas,
Que nunca serão
Tão belas quanto tu.

És bela,
simplesmente,
e ouso dizer-te que não há beleza
em lugar ou mundo,
deslumbrante como a tua.

És bela naturalmente,
sem precisar esforços
para fazer-se bela.



Your beauty doesn't need finishing touches,
Masks, make-up,
Or any kind of artifact,
Adornment or spice
To compete you.

It's a beauty almost divine,
Because gods are beautiful
Since the moment of thy creation.

It's a beauty sculpted
And worked by God,
Owned by few,
Envy by many.

Sculpture of love,
Made by fire and soul,
Image from flowers and birds,
Majesty of everything that's most beautiful.

I beg for clemency
To have my life taken
Instead to cannot see any more
Thy beauty in this world.

I beg for clemency
For that light never been taken
From inside of my darkness.

I beg for clemency
For the beautiful things,
That will never be
As beautiful as you.

You're beautiful,
Simple,
And I dare to tell you
That is no beauty
In place or World,
So dazzling as yours.

You're beautiful naturally,
Without any effort
To make yourself beauty.

2 comentários:

  1. Who wrote this. And I have made an attempt at explaining the Farm System of Baseball.

    ResponderExcluir

Locations of visitors to this page
Côcos pelo Mundo