terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Sunstone

Então, nosso amigo resolveu tomar o Ferry Boat até o Norte da Inglaterra, cidade de Hull. Achou a viagem excelente, principalmente pelas qualidades da embarcação. Tipo um minicruzeiro. Só não aproveitou mais porque pegou um forte nevoeiro no caminho e ficou preocupado. Não tem com que se preocupar, pois as embarcações atuais são orientadas por satélites, além do que possuem sonares e radar para evitar colisões. De qualquer modo é sempre bom ter uma Pedra do Sol consigo para um momento desses =P

A Pedra do Sol era utilizada pelos Vikings, considerados os melhores navegadores que já existiram, para guiarem-se mesmo sob forte neblina ou céu encoberto. Esse cristal, embora chamado de "pedra", possui propriedades que conseguem detectar a posição do Sol mesmo com o tempo ruim, coberto por nuvens e com névoa. Uma vez que você soubesse aproximadamente que horas seriam, você saberia a direção que estava navegando pela posição do Sol.
Claro, ele não evita choques com outras embarcações ou pedras, mas evita que você vá parar na costa da Noruega em vez da Inglaterra. Por isso nunca saia de casa sem sua Pedra do Sol. Nunca se sabe quando vai estar perdido no mar em meio a um nevoeiro.



So, our friend chose to take the ferry boat till the North of England, city of Hull. He found the trip excellent, even more because the boat quality and services. Something like a Mini Cruise. He just couldn't enjoy even more because a strong fog on is way, worrying him. There's nothing to worry about, because the ships nowadays have satellite orientation, also having sonar and radar to avoid collisions. Anyway it's always important bring with you a SunStone to those moments =P
Sunstone was used by the Vikings, considered to have an amazing navigation skill, to sailing even under strong fog or a sky covered by clouds. This crystal, besides called as a "stone", has properties that can detect the Sun position even on bad weather, covered by clouds or on fog. Once you knew what time would be, nearly, you would also know the direction that you were following by the Sun position.
Sure, the SunStone can't avoid collisions against another ships or stones, but avoids you to go to the Norway coast instead the England. That's why you should never go out without your SunStone. You never know when you might be lost at the sea on a middle of a fog =P

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Orgulho de Hull

Essa vai para os mochileiros de plantão. Um amigo meu está fazendo uma viagem pela Europa, mochileiro style, e me ligou hoje com uma dúvida sobre a melhor maneira de chegar ao norte da Inglaterra. Perguntei onde ele estava, quando me respondeu que estava em Amsterdã (bom lugar se você quiser encontrar diversão pervertida).

Primeira coisa a se querer saber: qual o seu destino? Se você estiver pretendendo ir para o Norte da Inglaterra, Escócia ou Irlanda, a melhor coisa que pode fazer é ir para Rotterdam e pegar um Ferry Boat para o Norte da Inglaterra, mais especificamente Hull. Claro, isso se você realmente quiser evitar Londres e cortar um bom caminho até a costa norte da Inglaterra.
Sairá mais barato que ir de avião, e às vezes até mais do que de trem. A viagem não é muito longa. Leva certa de uma noite. Tipo você sai às 21 da noite de um dia e chega mais ou menos as 08 da manhã seguinte. E por cerca de £70 você fará uma viagem bastante agradável, em um barco razoavelmente luxuoso, com todas as taxas e serviços pagos.
Em minha opinião é um dinheiro bem gasto, mesmo para um mochileiro. Até mesmo nós, mochileiros, temos vontade de usufruir um pouco de luxúria.


TA1328 : Hull To Rotterdam Ferry by martin dawes
Hull To Rotterdam Ferry
  © Copyright martin dawes and licensed for reuse under this Creative Commons Licence.


This goes to the duty backpackers. A friend of mine is doing a travel by the Europe, backpacker style, called me today with a question about the better way to goes to the North of England. I asked him where he were and he told me that was at Amsterdam (nice place if you're looking for some perverted diversion).
First thing to know: Where do you want to go? If you're looking for the North of England, Scotland or Ireland, the better thing to do is going to Rotterdam to take a ferry boat to the North of England, specifically Hull. Sure, this if you're really looking for avoid London and take a very short way to the north coast of England.
It'll be cheaper than to take a fly, and even sometimes cheaper than a train. The trip is not so long. It takes about one night. Something like go out at 21 o'clock from one day, arriving at 8 o'clock of the next morning. And for something about £70 you'll have a pleasant travel, into a reasonable luxury boat, with all taxes and services paid.
In my opinion it's well spent money, even for backpackers. We, backpackers, also desire to prove some luxury stuff sometimes =P

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Cartoons de Qualidade, faz favor


Difícil conseguir encontrar hoje desenhos com bom conteúdo educativo. Quando não estão preocupados em mostrar batalhas entre supervilões e superheróis, com superpoderes e coisas alieníginas, são desenhos esculhambados demais, estilo nonsense como As Aventuras de FlapJack, As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy, Bob Esponja, etc. Isso extende-se também para programas infantis, como Barney o Dinossauro e Teletubies, ambos para crianças retardadas.
Lembro de assistir muitos bons programas, todos na TV Cultura, e eu nem era criança. O Mundo de Beackman, Castelo Rá-Tim-Bum (gostava da música do ratinho no banho e o quadro do Marcelo Tas, Telekid - Porque sim, não é resposta). Esses programas ainda passam na Cultura, e juntamente com outros programas do Disney Channel e Discovery Kids (tirando o Barney Medonho) ainda é possível oferecer
uma programação infantil saudável para as crianças. Infelizmente são canais pagos e a maioria das crianças tem que se submeterem a programação da TV aberta mesmo.
Então, parece que o Cartoon Network vai criar um quadro com o Marcelo Tas respondendo perguntas dos próprios cartoons, o que imagino ser algo bem parecido com o TeleKid do Rá-Tim-Bum. Algo educativo e divertido para as crianças e adultos, por que não? E sem responder "Porque sim", pois "Porque sim não é resposta!".



It's hard to find nowadays cartoons with a good educational content. While they aren't concerned to show huge battles between superheroes and supervilains, with superpowers and aliens stuff, they are too sloppy, nonsense style like The Marvelous Misadventures of Flapjack, The Grimm Adventures of Billy and Mandy, Bob Sponge Squared Pants, etc. This is also extended to children shows, like Barney The Dinosaur or Teletubies, both to retarded children =P
I remember to watch very good tv shows, all at TV Cultura (Culture TV), and I was even a kid any more. Beackman's World, Castelo Rá-Tim-Bum (I liked particularly the little mouse song to take its shower and the part with Marcelo Tas, The Telekid - Because yes isn't an answer. Those shows can still be watched at Cultura, and together with another tv shows from Disney Channel and Discovery Kids (apart Barney the Frightening Dinosaur) is still possible to offer a health children television to our kids. Unfortunately those are all paid television and most of the children are submitted to the free tv channels, indeed.
So, it looks like that the Cartoon Network will create a Tv Block Show where the same Marcelo Tas will answer questions from the own cartoons, what is something very similar to the TeleKid block, at Rá-Tim-Bum, I imagined. Something educational and funny to children and also adults, why not? And without the answer "Because yes", 'cause "Because yes isn't the answer!"

sábado, 19 de dezembro de 2009

Cantadas...


Old love, leave me alone, upload feito originalmente por no.name.no.face.

Cantar uma garota não consiste no fato de simplesmente chegar junto de alguma delas e soltar uma frase pronta que você achou legal, mas que no conceito dela passa longe disso. Cantar uma garota envolve soltar a frase que se enquadre no contexto lugar, ambiente e momento.
Observe o ambiente, principalmente quem ou o que está observando você. Sorria. O estilo "Sad Joe" só funciona em ambientes familiares a você e que a maioria das pessoas lhe conheça. Em ambientes desconhecidos, apenas sorria. Se alguma garota estiver lhe olhando e sorrindo, vá em frente. 80% do trabalho já está feito e mesmo que você diga "Borboleta voa" ela ficará com você.
Você tem que ser criativo para saber aproveitar o contexto do ambiente. Estude seu alvo. Bebidas, gestos, música, qualquer coisa que abra a janela para você entrar. Não tente abordagens diretas do tipo "Por que está sozinha?" ou "Estava te observando e... bla bla bla.". Normalmente isso não funciona. Tente aproveitar elementos no ambiente para fazer comentários. E se a conversa começar a ficar monosilábica, é sua hora de sair fora.
Devo dizer que nunca fui bom em cantadas. Ao menos não na época que deveria ter sido. Tive bons momentos. Boas janelas aproveitadas. Mas não era sempre. Nem perto disso. Acho que ainda não sou bom nisso, mas com certeza não acho que se eu gritar "Gostosa!" para alguma garota na rua, ela irá querer sair comigo!

========================================

Flirting a girl doesn't consist on the act of just get closer some girl to say that made phrase that you thought very cool, but probably is far from her concept of cool. Flirting a girl involves to give the right saying which fix in all context, as place, environment and moment.
Watch the environment, and mainly who is watching you. Smile. The "Sad Joe" style will just work on a well-known environment, where most of the people there know you. On an unknown environment just smile. If some girl is looking to you and also smiling, go ahead. 80% of your work is already done and even if you tell her "Butterfly flies" she will stay with you.
You also have to be creative to use the environment context. Study your target. Drinks, music, gestures, any thing that opens the window to you get in. Never try direct approaches like "Why are you so alone?" or "I was watching you and... bla bla bla.". Normally it never works. Try to take advantage of the environment to make nice comments. And if the conversation is going to a monosyllabic talk, is your time to go away dude.
I must tell you that was never good in flirting. At least not at the time when I was supposed to be. I had good moments. Good windows which I came in. But wasn't always. Neither closer =P I guess I still not good on this, but sure I'm not the kind that thinks that if I scream "HOT!!!" to some chick on the street, she will go out with me!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Reflexos


examination, upload feito originalmente por taraviolet..

Ok... chega de poemas de Camões. Um meu... Reflexos

Olho para o espelho,
mas não reconheço o que vejo
ou quem eu vejo.
O olhar é vazio.
O rosto não tem emoção.
Expressão de nada.

Do outro lado
Tudo parece diferente.
Tudo é tão triste.
Estados inalterados.

Do outro lado
Alguém parece precisar
De ajuda para sair.
Estendo a mão.
Tento alcançar aquela pessoa.

Ela também tenta me alcançar.
Mudar seu estado.
Sair para um lugar melhor.
Mas existe um lado melhor?
Só não sei qual o lado
Que me encontro desse espelho.

**************************************

Ok... Enough of Camões poems. One of me... Reflexes

I look at the mirror,
But can't recognize what I see
Or who I see.
The look is empty.
The face has no emotions.
Expression of nothing.

On the other side
Everything looks different.
Everything is sad.
Unaltered states.

On the other side
Someone looks to
Need help to get out.
I give my hand.
Trying to reach that person.

He also tries to get me.
Chance his state.
Get out to a better place.
But is there a better place?
I just don't know in which side
I'm from this mirror.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Dinamene...

Mais um de Camões...

Ah! minha Dinamene! Assim deixaste

Quem não deixara nunca de querer-te!
Ah! Ninfa minha, já não posso ver-te,
Tão asinha esta vida desprezaste!

Como já pera sempre te apartaste
De quem tão longe estava de perder-te?
Puderam estas ondas defender-te
Que não visses quem tanto magoaste?

Nem falar-te somente a dura Morte
Me deixou, que tão cedo o negro manto
Em teus olhos deitado consentiste!

Oh mar! oh céu! oh minha escura sorte!
Que pena sentirei que valha tanto,
Que inda tenha por pouco viver triste?

Dinamene foi uma jovem chinesa por quem Camões apaixonou-se a bordo de uma Nau que fazia a viagem, nesta ocasião, de China para Goa. Porém devido a uma tempestade a embarcação naufragou levando a jovem Dinamene junto.

Ouvindo Kate Bush (Breathing)




Dinamene was a young Chinese girl from whose Camões felt in love when was traveling on a ship from China to Goa. But a storm shipwrecked the ship, taking the girl Dinamene together with. So, as the other Camões poem, it was hard to transcribe. I couldn't keep the sonnet rhyme and construction as the original, or I would almost make a different poem.

Ah! My Dinamede! So you left
Whose that never would let to desire you!
Ah! My Nymph, I can't see you anymore,
So fast this life you despised!

As forever you had gone
From whom you were so far to be lost?
Could those waves defend you
That didn't you see who you so much hurt?

Neither tells you just the hard death
Left me, that so soon the dark mantle
In your lying eyes you let it!

Oh sea! Oh skies! Oh my dark lucky!
Which pity I will feel to so worth be,
That for few I still have to live sad?

Hearing Kate Bush (Breathing)

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Endechas a Bárbara Escrava

Sem muitas idéias, então vou deixar aqui hoje apenas um poema de Camões, particularmente um dos que mais gosto dele. Contam registros que Camões escreveu esse poema a uma escrava por quem apaixonou-se.

Endechas a Bárbara Escrava (Camões)

Aquela cativa
Que me tem cativo,
Porque nela vivo
Já não quer que viva.
Eu nunca vi rosa
Em suaves molhos,
Que pera meus olhos
Fosse mais fermosa.

Nem no campo flores,
Nem no céu estrelas
Me parecem belas
Como os meus amores.
Rosto singular,
Olhos sossegados,
Pretos e cansados,
Mas não de matar.

Uma graça viva,
Que neles lhe mora,
Pera ser senhora
De quem é cativa.
Pretos os cabelos,
Onde o povo vão
Perde opinião
Que os louros são belos.

Pretidão de amor,
Tão doce figura,
Que a neve lhe jura
Que trocara a cor.
Leda mansidão,
Que o sino acompanha;
Bem parece estranha,
Mas bárbara não.

Presença serena
Que a tormenta amansa;
Nela, enfim, descansa
Toda a minha pena.
Esta é a cativa
Que me tem cativo;
E pois nela vivo,
É força que viva.



Ok, I'm with no ideas about to write, so I'll live you here with a poem from Camões. Particulary one of my favorities poems from him. Some records tells that he wrote this poem while was in love for a black slave. Maybe I had transcribed some parts in a wrong way. The original was wrote on a ancient portuguese and it's hard to translate for english. Anyway I tryed...

Sad song for Bárbara the Slave

That captive
Who has me as captive,
Because in her I live
Instead doesn't want me alive.
I never saw rose
In softly sprigs,
That for my eyes
Would be more beautiful.

Neither in fields the flowers,
Neither on the skies the stars
Are beautiful for me
As those from my beloveds.
Singular face,
Easy eyes,
Black and tired,
But not to kill.

An alive grace,
Where there they live,
To be the Lady
For those who captives she.
Black the hair,
Where the people go
Losing opinion
That the blonde are beautiful.

Blackness of love,
So sweet image
That the snow swears her
A color exchange.
Pure meekness,
Which the bell follows;
Seems so strange,
But not barbarian.

Serene presence
That makes the torment easy;
There, at least, remains
All my pity.
That's the captive
Who has me as captive;
And in her I live,
Is strength that lives.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Baderna no Couto Pereira


É triste ter seu clube punido por conta de alguns marginais, sem respeito, que promoveram a briga e confusão no último Domingo lá no Couto Pereira. Mais triste ainda é isso acontecer no ano do seu centenário. Como se não bastasse lembrar do ano como o da queda para segunda divisão, vem também a lembrança do ano em que torcedores (desculpem, marginais) promoveram uma cena lamentável de quebra-quebra e destruição da imagem do time.
Deve ser a maldição do centenário, pois lembro que no ano do centenário do meu time, ele quase caiu para terceira divisão. De qualquer modo nada justifica atos tão irresponsáveis e bestiais. Torcedor que ama seu time, chora, grita, sofre, mas em momento algum comete algum ato que irá prejudicar o clube ou seus próprios companheiros.
Dois desses marginais já foram presos. Outros ainda estão sendo identificados com a ajuda inclusive dos próprios torcedores. Verdadeiros torcedores que apesar de sofrerem com a queda de seu time, não apoiam tais atitudes.
Concordamos que houve um despreparo da parte do corpo policial no estádio, mas cabe muito mais aos chefes das torcidas organizadas identificar e remover esses marginais de dentro do grupo, pois ha muito que Torcidas Organizadas deixou de ser sinônimo de festa nos estádios para serem gangue de imundos delinquentes.



It's sad to find your club team punished because of a sort of bandits, with no respect, that promoted the battle field and confusion last Sunday at Couto Pereira stadium. Even more sad is to see this happening at the year of the centenary of the team. Not enough to be remembered as the year that the team fell down to the second division, they also promoted the memory of the year when the fans (sorry, not fans but delinquents) were responsible for the fight and destruction image.
Maybe is the curse of the centenary, because I remember the centenary year of my team, when it almost gone to the third division. Anyway nothing justify irresponsible and bestial acts. The real fan, who loves his team, cry, scream, suffer, but in any moment he will promote some act that will be prejudicial to his team or his fellowships.
Two of those delinquents were already arrested. The others are still being identified with the help of the own fans. Real fans which instead of the suffering of the fall of the team, doesn't support such acts.
We agree that was a sort of fail on the security schema inside the stadium, but is more responsibility of the chief of the organized fans groups to identify and remove those delinquents from inside, because has been already a time that organized fans groups are synonyms of gangs with filthy delinquents, not a group to promote the party inside the stadiums.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Caminhando sobre o gelo fino...

Manter um caso é como caminhar sobre o gelo fino. Você não sabe se teu próximo passo vai ser em um local seguro. Uma fina superfície que pode romper-se a qualquer momento sob seus pés. Não há como medir os riscos do próximo passo. Você apenas sabe que eles existem e que é difícil conseguir atravessar essa superfície sem danos e sem o medo de afundar.
Quando essa superfície se rompe não temos onde nos segurar. As bordas são escorregadias. Elas quebrarem-se nos restando apenas afundar num lugar frio. Cercados pela dormência de algo que deu errado. Do passo que foi dado com descuido em uma parte que era bem mais frágil daquele gelo.

E apenas para deixar registrado, não, eu não estou mantendo um caso, nem muito menos tive algum =P




To stay on an affair is just like walk above thin ice. You don't know if your next step will be into a safe place. A thin surface that can break in any moment under your feet. That's no how to measure the risk of this next step. You just know that the risks exist and that will be hard cross this surface with no damages or fear to sink.
When this surface breaks we have no place to hold. The edges are slipperier. They can crash leaving us just to sink into this cold place. Surrounded by the numb of something that gone wrong. Of the gave inattention step into some part that was so fragile on that ice.

And just as a record notice, no, I don't staying on an affair, neither less I had some =P

sábado, 5 de dezembro de 2009

Época de Pinhões e Nozes

Começa Dezembro e com ele a época de armar Árvores de Natal, Presépios, colocar enfeites natalinos e coisa tal. Sei que aqueles enfeites natalinos e árvores de natal passam longe de ser algo condizente com a cultura de nosso país, principalmente Nordeste. Não temos clima frio, nem pinheiros, muito menos pinhões e nozes, mas essas coisas fazem parte da minha infância, logo, da minha formação cultural.

De qualquer modo seria estranho ter em casa um Mandacarú de Natal, enfeitado com chapéis de couro de bode, peixeiras e cossacos! Comer semente de jerimum e bunda de tanajura em vez de nozes e damascos. Além de que em vez de Papai Noel provavelmente teríamos o Antônio Conselheiro, com sua grande barba, trazendo um saco de estopa em suas costas cheio de bonecos mamulengos (eu sei, bizarro). Apesar disso me agrada a idéia de um presépio de barro ao estilo Mestre Salustiano.

Faz cinco anos que não armamos uma árvore de natal em casa... Sinto falta.




December began and with the season to make our Christmas Trees, cribs, x-mas ornaments and so. I do know that those x-mas ornaments and trees are far from be according to our culture, mainly at Nordeste region. We don't have a cold weather, neither pines and even less pines nuts and walnuts, but those things are a part of my children hood, so, my cultural formation.
Anyway would be very strange you have inside your home a "Mandacarú" X-mas tree (cereus jaramacaru), with goat leather hats, "peixeira" (it's like a chef knife) and "cossacos" (kind of bag to keep the hunt) as ornaments! To eat "Jerimum" (Pumpkin) seeds and tanajura ants instead of walnuts and damask. Besides that, instead of Santa Claus we probably would have Antonio Conselheiro, with his great beard, bringing with him a big cloth bag full of ventriloquist dolls (I know, it's bizarre). Even that I find nice the idea of a clay crib, Salustiano style.

Has been five years that we don't do a Christmas Tree... I miss that

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Mágoas...

Mágoas que florescem em um campo de desolação. Flores sem cheiro, sem néctar, sem pólem... Flores amargas. Flores que nunca murcham dentro de mim. Plantadas ha tanto tempo. Tão difíceis de arrancar. Mágoas que são cuidadas e cultivadas todos os dias, formando um belo e triste jardim.
Mágoas de sangue brotaram as vermelhas. Das amarelas brotaram as mágoas do que se foi. A azuis surgiram das mágoas de profundas tristezas. Mágoas de amor brotaram as rosas. E por fim as brancas, de mágoas que nunca me trarão a paz. Um dia colherei essas flores e farei um lindo buquê para lhe dar.




Bruises that bloom on a desolation field. Flowers with no smell, no nectar, no pollen... bitter flowers. Flowers that will never fade inside me. Planted so long ago. So hard to took off. Bruises that are caressed and cultivated every day, making a beautiful and sad garden.
Bruises of blood blooming the reds. From the yellows blooming the bruises of what had gone. The blue giving the deep sad bruises. Bruises of love blooming the roses. And at least the whites, from the bruises that will never leave me in peace. One day I'll collect those flowers to give you a beautiful bouquet of them.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Walking on my shoes

Andamos por caminhos desconhecidos. Curvas, retas e ladeiras que não sabemos onde terminam ou aonde nos levam. Ela iria embora naquele dia. Na noite anterior nenhum dos dois conseguiu dormir. Tudo o que existia era a angústia dos minutos que se passavam para separação deles.
A medida que subiam aquele caminho, a cada passo dado sabiam que levava a um lugar sem volta. Ambos sabiam. Lá na frente a curva se aproximava e depois dela, o portão de embarque.
- Não consigo... - Ele falou logo antes da curva. - Não consigo ir além daqui.
- Eu entendo... - Ela disse. - Eu também não consigo, mas no meu caso, tenho que continuar.
Ele ficou parado enquanto ela subia, realizando o contorno da curva. Ela não olhava para trás. Melhor assim, pois os olhos dele choravam compulsivamente. E já quando seu corpo estava subitamente prestes a desaparecer naquela curva, ela virou-se para olhá-lo pelo que ela sabia que seria a última vez, e disse:
- Até logo!

Um "Até logo" que na verdade significava "Adeus"...

ƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆCƆC

We walk through unknown paths. Curves, lines and slopes that we don't know where will lead us or where they finish. She was about to go away that day. The night before none of both could sleep. All that existed was the anguish of the passing minutes to their apart.
While they were going up that path, in every step they knew that would haven't a turning back. Both knew it. Forward the curve was coming closer and after the boarding gate.
- I can't... - He told her just before the curve. - I can't go beyond here.
- I understand... - She told him. - I cant' too, but in my case, I must go.
He stood there while she walked up, following the curve line. She didn't look back. Better this way, because his eyes was compulsively crying. And when her body was just closer to disappear on that curve, she turned back to look him for the moment that she knew that was the last, and said:
- See you!

A "See You" that in fact meant a "GoodBye"...

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Orquídeas Brancas...

No colégio onde estudei, segunda ou terceira série do primário, tinha um "pé" de orquídeas brancas. Nem sei se "pé de orquídea" é um termo correto, mas perdoem-me os botânicos e afins, minha especialidade é tecnologia da informação. Sempre que nasciam essas flores, eu tirava duas ou três e levava para minha mãe. É, eu sei... Orquídeas são caras!
O tempo foi passando. Tiraram as orquídeas do lugar para um outro onde as crianças não ficassem atacando-a. Mas mesmo que ainda existissem outras flores (para mim o que importava era a flor, não o tipo), fui deixando aquele gesto de lado. Fui tornando-me mais frio com minha mãe. Menos flores, menos conversa, menos gestos. Ela não sentia falta somente daquelas flores brancas, mas do que elas representavam. Várias vezes ela me falou isso e várias vezes ignorei.
Quero voltar a lhe dar flores brancas, rosas, amarelas, etc. Enquanto ela ainda pode as pegar e me agradecer. Enquanto eu ainda puder ver seus olhos brilharem por um gesto tão simples e fácil. Enquanto ainda existirem dias ou noites... E não apenas o branco das flores.



At the school where I studied was an Orchid "Tree". I even don't know if saying "Orchid Tree" is correct, but forgive me the botanists and so, my specialization is Information Technology, not plants. Always that those flowers bloom, I pick two or three to my mom. Yes, I do know... Orchids are very expensive.
Time goes by and they took off the orchids to another place far from the tricky children. But even that there was another kind of flowers (what matters for me was the flowers itself, not the kind), I was giving up that gesture. I had been becoming colder with mom. Less flowers, less talk, less gestures. She was missing not just those white flowers, but what they meant. Several times she told this to me and I just ignored.
I want to come back to give her white, roses, yellows flowers... While she still can get it and thanks me. While I still would see in her eyes shinning for a so simple and easy gesture. While there still have days and nights... And not just the white of the flowers.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Cloud Files

Até pouco tempo eu achava que Arquivamento em Nuvem só servia para baixar e disponibilizar minhas piratarias, mas após prestar algumas consultorias a empresas a respeito de sua gestão de TI e dados, percebi que dependendo do negócio e do volume de dados de mídia, essa solução pode sair bem em conta
para a empresa.
Primeiro, arquivamento em nuvem, para aqueles cuja a coisa mais selvagem que fizeram em termos de TI foi usar um Disco USB, são aqueles serviços prestados por alguns sites - como MegaUpload, Rapidshare, Easy-Share, etc - em que você faz upload dos seus arquivos, disponibilizando-os em uma conta
naquele site para poder acessá-los de onde estiver, ou compartilha-los, precisando apenas de uma conexão a internet para isso. Uma espécie de PenDriver na internet. Como disse, a maioria conhece esses serviços apenas para baixar filmes...
Agora imagine uma seguradora por exemplo. Um negócio que necessita armazenar milhões e milhões de bytes de fotos, arquivos de vídeo e laudos digitalizados. Para armazenar esses dados a empresa deve preocupar-se em adquirir um servidor com grande capacidade de disco. Algumas vezes até mesmo
um storage, dependendo da taxa de crescimento de dados.
Manter essa estrutura de TI dentro da empresa, estrutura essa que nem é o foco do negócio, tem um custo que envolve, além do dispositivo de armazenamento em si, pessoal para dar suporte, rotinas de backup, manutenção dessa estrutura, etc. Geralmente isso acaba saindo bem mais caro que contratar um serviço de Armazenamento em Nuvem.
Deve ser observado, porém, alguns pontos para poder partir para esse tipo de abordagem.
1) Qual a taxa de crescimento esperada? Uma coisa é você comprar um disco de 500GB que vai te atender por 3 anos ou mais, outra é ter que comprar um disco de 500GB de 3 em 3 meses.
2) Velocidade de acesso aos dados armazenados. A empresa deve ter um bom link, e observar se o serviço de armazenamento também o tem. Seria impraticável precisar de um arquivo de 10Mb e ter que esperar meia hora para baixá-lo.
3) O serviço de armazenamento deve fornecer uma API que possa conversar com as linguagens de desenvolvimento mais utilizadas no mercado. Desse modo a empresa pode acessar seus dados utilizando sua própria aplicação, mediante a uma pequena customização.




Until few days ago I thought that Cloud File was just usable to download and upload warez, but after gave some consulting to companies about TI and Data management, I realize that, depending on the business and media data volume, this kind of solution can be very interesting to the company.
First of all, Cloud File, for those which use the USB Disk was the most wild thing in computing that had done, are those services provided by sites like MegaUpload, Rapidshare, Easy-Share, etc., where you can upload your files, making available to access wherever you are, or just share it, needing for this only an internet connection. It's a kind of Internet USB Disk. As I told, most of people just know this service to download movies =P
Now imagine a insurance company, for example. A kind of business that needs to store millions and millions of bytes of photos, videos and scanned documents. To store those data the company must worry about acquiring a server with a large storage capability. Sometimes even a Storage itself, depending on its grow tax data rate.
Keep this IT structure inside the company, structure that isn't the main final service of the company, has a high cost involving, besides the storage device itself, people to give support, backup routines, structure maintenance, etc. Normally this is much more expensive than acquiring a Cloud File service.
Indeed we must observe some points to look for this kind of service:
1) What is your Tax Rate Growing? One thing is to buy a 500GB Disk that will serve you for 3 years, at least. Another is to buy a 500GB Disk every 3 months.
2) Data speed access. Your company must have a good internet link, and observe if your File Storage service also has. Would be unpractical to need a 10Mb file and take 30 minutes to download it.
3) The storage service must offer an API turning possible to be integrated to the most used programming languages on the market. That way the company can access your data using your own developed application, making only a little customization.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

FireUploader Experience

Sinceramente para mim o FireFox é muito mais browser do que o Internet Explorer. De cara posso citar 4 razões:
1) Memória: Se você abrir 4 janelas do IE seu Sistema Operacional vai começar a chiar feio. 7 ele entra em colapso e começa a criticar falta de memória (a não ser que você tenha 4 Gb de memória RAM). Abra 7 janelas do FireFox e vai ser equivalente a duas do IE.
2) Portabilidade: Você consegue usar o FireFox no SUN, no LINUX e inclusive no Windows. IE você só usa no, e somente no, Windows.
3) Existe a opção no FireFox de, ao abri-lo, ele iniciar com as últimas sessões que estavam abertas. O IE (8) só faz isso quando ocorre uma falha ou é fechado inesperadamente.
4) Add-Ons que você pode acoplar ao FireFox. O IE tens umas coisas medonhas que ele chama de "Aceleradores". Não chega nem perto dos complementos que estão disponíveis para o FireFox, como o FireUploader.
Esse fim de semana conheci melhor o FireUploader. Para quem tem contas e utiliza sites como o Flickr, FaceBook, YouTube e Picassa (entre vários outros como WebShots, Goolge Docs, etc) é uma mão na roda. Uma única interface que permite você gerenciar todas essas contas. Fiz upload para o Flickr, Picassa e YouTube, sem necessidade de um API específico para cada serviço.
Numa época em que gerenciar nosso tempo é cada vez mais complicado, toda ajuda e qualquer facilitador é bem-vindo!




Honestly, to me, the FireFox is much more Browser then the Internet Explorer. In a moment I can make 4 citations as the reasons:
1) Memory: If you open four IE windows your operational system will start to crash. Seven will be the chaos and it will start to complain more memory (at least you have 4 Gb of RAM). Open seven FireFox windows and will be the same as two of IE.
2) Portability: You can use FireFox at SUN, LINUX and including the Windows. IE you can use only, and just only, on the Windows.
3) There's an option on FireFox to, as you open it, reload the last opened sessions. The IE (8 only) just do it in a crash or unexpected program close.
4) The Add-ons you can use on FireFox. The IE has a weird thing that they call "Accelerators". It doesn't get even closer the FireFox add-ons, like the FireUploader.
I had been knowing better, this weekend, the FireUploader add-on. For those who use services ans sites as the Flickr, Facebook, YouTube and Picassa (among many others as WebShots, Goolge Docs, etc) is a very useful hand! Into once interface you can manager all your accounts. I made uploads for Flickr, Picassa and YouTube, with no need of an specific API for each of those services.
On times when manager our time is more and more complicated, any help or thing to make it easier is very welcome!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Bonecos...

Bonecos não tem feições.
Seu rosto é estático, sem emoção.
Ou emoções que afluem para uma linha vazia.
Eles não tem vontade ou sentimentos.
Inertes permanecem em um estado
De contemplação do nada.
Um casulo sem vida onde nada nasce...
Oco.



Dolls have no faces.
They face is a static figure,
No emotions.
Or emotions that just flow to an empty line.
They don't have wills or feelings.
Inert they stay on this state.
Contemplation of the nothing.
A cocoon with no life
And where nothing born...
Hollow.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Wenn auch ich dich erwarte

Sentado em um banco de balcão em um bar espero alguém sentar-se ao meu lado, no lugar vazio. Alguém para conversar ou apenas para fingir que não estou sozinho naquele lugar. Fico lá sentado, sem nenhuma meta ou finalidade. Apenas um querer irracional e inconsciente que alguém se aproxime.
Inevitavelmente essa espera torna-se um desejo, pois de toda vontade nasce um desejo. E todo o desejo torna-se um sofrimento. Sofro por esse desejo. Desejo porque vivo, porque sinto vontade que alguém sente-se ali. Sofro porque vivo.
Alguém para por alguns instantes em frente ao pequeno banco. Sinto uma ausência de dor naquele momento. Uma satisfação, mas como todo momento de satisfação, não durável. Apenas ela pega uma bebida e parte.
A vida é uma história da dôr, que se resume assim: sem motivo queremos sofrer e lutar sempre, morrer logo, e assim consecutivamente durante séculos dos séculos, até que a Terra se desfaça.

- "Mais uma dose, por favor..."



Sat on a chair at a pub balcony I wait someone to sit by my side, at this empty place. Someone to talk or just to pretend that I’m not alone on that place. I stay there, sat, with no goal or objective. Just an irrational and unconscious wish to someone get closer.
On an inevitable way, this wait becomes into a desire, because from all wishes born a desire. And every desire becomes into a suffering. I suffer for this desire. I desire because I live, because I wish to someone sit here. I suffer because I live.
Somebody, for a while, stops in front of the little chair. I fell an absent of pain for a moment. A satisfaction, but as every satisfaction moment, isn't durable. She just takes a drink and gone.
Life is a history of pain, which resumes itself like this: with no reason we want to suffer and always fight, die soon, and then on and on by the centuries of centuries, until the end of the world.

- "One more drink, please..."

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Corredores II

Agora parece que caminho pelo corredor. Perdido, sem rumo, apenas seguindo o espaço delineado pelas paredes ao meu lado. Caminho por esse corredor, vazio na esperança de encontrar algo de bom no seu final. Vazio de algo que me liberte dessa angústia. Quero acreditar que esse longo corredor ao menos tem um fim.
Enquanto caminho olho para trás tentando enxergar em que ponto me perdi. Reflito onde pode ter havido algum tipo de erro. Uma última visão de um mundo que foi muito errado para mim. Cruzo com pessoas, poucas, mas elas são apenas sombras. Não me importo. Apenas caminho.

"A medida que ando minha vida passa diante de meus olhos
E quando penso que o fim se aproxima não me arrependo
Guarde minha alma, pois ela está prestes a voar (...)

(...)
Quando você sabe que seu tempo está contado
talvez então você comece a entender
Que a vida aqui embaixo é apenas uma estranha ilusão."

Hallowed Be Thy Name (Iron Maiden).



Now seems that I'm walking through this corridor. Lost, adrift, just following this space between those walls. I walk by this corridor, empty from finding something good in its end. Empty of something to release me from this anguish. I want to believe that this corridor has an end.
While I'm walking I look back trying to see where did I get lost. Reflecting where would had some sort of error. The last sights, of a world that has gone very wrong for me. I pass by the people, few, but they are just shadows for me. I don't care. Just walk...

"As I walk all my life drifts before me,
Though the end is near I'm not sorry.
Catch my soul, it's willing to fly away (...)

(...)
When you know that your time is close at hand.
Maybe then you'll begin to understand,
Life down here is just a strange illusion."

Hallowed Be Thy Name (Iron Maiden).

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Corredores...


Non incontro, upload feito originalmente por darko82.

Caminho pelos corredores de azulejos azuis. Portas fechadas escondem enfermidades de vidas que lá dentro vão se esvaindo pouco a pouco. Pessoas cruzam seu caminho, mas você sabe que assim como você, elas vagam sozinhas por aqueles corredores.
Dentro dos quartos existe uma realidade diferente da dos corredores. Lá dentro existe esperança. Pessoas conversam sobre os mais diversos assuntos. Riem, brincam, fazem com que aquele quarto esteja em outro lugar. Um lugar longe da tristeza dos azulejos azuis.
O corredor é a realidade. No corredor você pode agir como não pode lá dentro. No corredor você mostra o quanto sente-se fraco diante de tudo. Nada mais importa e tudo o que pode sentir são lágrimas correndo pela face e o frio dos azulejos azuis.
Quem dera poder trocar de lugar, pois lá dentro do quarto a angústia não é tão forte quanto a da espera nesse corredor.

====================================

I walk trhought the corridor of blue tiles. Closed doors hide sicker lives that inside going fading little by little. People cross your way, but you know that like you, they walk alone by those corridors.
Inside those rooms there'is a different reality. There's hope. People talking about so many topics. They laught, kidden, make to that room going to another place. A place far from the sadness of those blue tiles.
The corridor is the reality. At the corridor you can act as you can't inside the room. At the corridor you can show how you're weak facing all those things. Nothing more mattes at the corridor, but the tears running over your face and the cold of the blue tiles.
How lucky I would be if I could change place with the room, because inside there the anguish isn't as strong as the waiting o the corridors.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

EUNIX

Amanhã começa a maratona de quatro dias para os hackers inscritos no TSE tentarem quebrar a segurança das urnas eletrônicas que serão usadas nas eleições de 2010. 26 hackers foram inscritos até o momento para testarem a segurança do Sistema Eleitoral, entre eles hackers de empresas de segurança especializadas e independentes.
Cada hacker deverá descrever em um plano de testes, formulário estabelecido pelo TSE, o escopo do ataque como os sistemas que serão afetados, extesão geográfica do ataque (Urna/Sessão, Local de Votação, Cidade, etc), janela de tempo onde se daria o ataque e conhecimentos mínimos necessários para realização do ataque.
Esse ano todo o hardware e software será baseado em arquitetura GNU/Linux, projeto que já vinha correndo desde 2005. Além da flexibilidade de utilizar uma arquitetura OpenSource, baixo custo, arquitetura modular do kernel - permitindo carregamento dinâmico de drivers, a viabilização da biometria com software aberto (para o WinCE foi difícil encontrar bibliotecas de verificação biométrica “não pagas”) foi fundamental para o próximo passo das eleições: O uso da digital para identificação do eleitor! Hail to the LINUX!!!

<

Tomorrow will start the four days sage to the inscribed hackers on the TSE (Elections Supreme Courte) try to break the electronic ballot boxes which will be used on the next elections. 26 hackers were inscribed until now to test the Security of the system, among them hackers from private corporations and freelancer hackers.
Each hacker must describe a test plan, on a form elaborated by the TSE, having the scope of the attack, with the systems that will be affected, demographic extension of damage (ballot/session, vote site, cities, etc.), window where this attack would happen and the necessary knowledge to do this attack.
This year all the hardware and software will be based on a GNU/Linux architecture. A project that had been running since 2005. Besides the flexibility of using an Open Source architecture, the low cost, modular kernel architecture - making possible the dynamic load of drivers, the viability to build the biometry with open source (using the WinCE was hard to find free libraries to verify the biometry) was fundamental to the next step to our elections: The Digital printer to identify the elector! Hail to the Linux!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Orçamento Anual

Está chegando o final do ano e mais uma vez eu não fiz o que todo início de ano me planejo: Orçamento. Mais uma vez vou tentar planejar um orçamento anual, ainda mais porque ano que vem irá entrar as parcelas do apartamento nos meus gastos. Creio que venha a utilizar o Microsoft Money para isso (Não conheço nenhum outro além de planilha no EXCEL ou SCALC). Não consegui manter os dados com planilhas ou outro tipo de controle. A coisa é bem simples. Registrar os gastos e despesas (não são mesma coisa), ganhos, contabilizar saldo e então estimar o meu gasto mensal máximo para que sobre dinheiro no final do ano. Bem simples e eu nunca fiz...




A new year is coming and one more time I didn't what I plan every year: A Annual Budget. One more time I'll try to do it, even because next year I'll be paying my apartment on my expenses. I believe there I'll use the Microsoft Money to do it (I don't know any other software apart EXCEL or SCALC sheets). I didn't get to maintain my budget with sheets or another kind of control. Is a very simple thing. Input the money out, the money in, calculate the balance and so estimate my mensal max expend to I can have some money left in the end of the year. So simple and I never did it :P

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

StarOffice Update 14

Tudo começou com um iconizinho do StarOffice Suite informando que havia um Update disponível e para baixá-lo deveria clicar ali. Então começa uma saga templária para tentar instalar esse update. Primeiro é aberta uma janela informando a versão do Update e o botão para fazer o Download. Pronto, o download não pode ser feito pela ferramenta. Terá que ser feito pela página da Sun. O botão de download lhe direciona até a página, com 300 patchs e updates para você localizar o que deseja. Maravilha.
Para baixar o Update você precisa ter uma conta no site da Sun e estar logado nela, obviamente. Eu lembro que tinha uma, mas realmente não lembrava a senha. Surpresa! Não existe a opção de Recuperar a Senha. Você opta ou por Resetar a senha ou recuperar o Username. Tentei resetar a senha nesse caso e... HTTP ERROR 550!
Recorri ao chat online da Sun (detalhe que você é atendido em inglês - whatever). Após explicar meu problema de login, ele alterou minha senha para "changeme". Beleza, agora posso logar - eu pensei. Tentei logar novamente e não consegui. Usuário e senha inválida, or something. Procurei nos meus e-mails (Hail to the Google Search!) a criação da minha conta e achei! Beleza, tenho meu usuário correto e a senha que criei. Tento a senha antiga e a nova, não tem erro!
Nada... Usuário... Senha... nada... Cansado de brincar de "Tente adivinhar seu usuário e senha" criei uma nova conta. Show de bola! Logado! Agora posso fazer o download infeliz! Algo estranho... O Release Notes fala de um executável - so-8-pp14-bin-windows.exe - mas o que veio foi um JAR - 120187-18.jar. Sem problemas, executo java -jar 120187-18.jar e corro pro abraço.
Failed to load Main-Class manifest attribute from 120187-18.jar... Mas não teve apelo nem jeito de conseguir executar o JAR. Coloquei o caminho do Java no PathClass, coloquei o JAR na pasta BIN e na pasta LIB do Java, etc. Tentando executar sem a opção -jar: Exception in thread "main" java.lang.NoClassDefFoundError: 120187-18/jar. Procurei o executável mencionado no Google e na própria página da Sun. O único, e somente ele, resultado da busca era justamente a página do Release Notes.

Desistalei o StarOffice e instalei o OpenOffice :P
Ouvindo Maria Mena (So Sweet)


Everything starts with a little icon at the corner of StarOffice Suite telling you about some available update and to click there to download it. Then your Templar Sage to try to install it will begin. First is opened a window informing you the update version file and to click the download button.
Done, the download can be done only through the Sun page. The button is only to lead you there. The page has 300 patchs and updates for a sort of kind of operational systems and products. You must find yours there. Wonderful.
To download it, you must have an account at the Sun site and, sure, be logged in. I remembered that I had one, but couldn't remember the login info. Surprise! There's no option to recover your lost password! You can reset your password or recover your username. I tried to reset the password and then... HTTP ERROR 550.
I requested the online chat help. After had explained my problem he changed my password to "changeme". Good, now I'll login - I had thought. I had tried again and nothing. Invalid username/password, whatever. I searched at my mails - hail to the google search - my first account creation and found it. Good, now I have my username, old and changed password, nothing can be wrong!
Nothing... Username... Password... nothing... Tired to play "Guess your username/password" game I created another account. User log in! Now I'll finally download it. Something wrong... The release notes talks about some EXE - so-8-pp14-bin-windows.exe - but everything I can download is a JAR file - 120187-18.jar. No big problem. I can execute the java -jar 120187-18.jar command line and run to the touchdown.
Failed to load Main-Class manifest attribute from 120187-18.jar... There was no appeal or how to make this JAR file works. I tried to put the Java directory at the PathClass, tried to put the JAR file inside the BIN and LIB Java directory, etc. Executing the command line without the -jar option the error: Exception in thread "main" java.lang.NoClassDefFoundError: 120187-18/jar. I searched the EXE at google and Sun site, but the only result was exactly the Release Notes page.

I uninstall the StarOffice and installed the OpenOffice Suite.
Hearing Maria Mena (So Sweet)

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Pensamentos...

Por que sorrir, se por dentro a indiferença sobre os acontecimentos, sobre as pessoas, sobre os sentimentos é a única coisa que me basta? Por que tornar-me um ser sociável, se tudo o que quero é ficar isolado, sozinho em algum canto de um quarto vazio. Por que lutar se um dia a morte vai me vencer? Por que viver, se viver é sofrer (By Schopenhauer)? Por que me alegrar, amar, ficar bem se tudo isso acaba e no fim só resta um vácuo? Se tudo o que você um dia amou vai partir... E o que fica é um espaço escuro, frio e vazio que vai consumindo toda a sua vontade como um buraco negro. Por que esperar algo se a angústia da espera, do desejo, é maior do que a recompensa? Se o que você tanto esperou veio tarde demais? Por que sonhar se um dia você acorda?
...Eu preciso parar de pensar...



Why to smile, if inside the indifference about what happening, about people, about feelings are the only thing that absolutes me? Why to become social, if the only thing I need is to be alone, isolated into some corner of an empty room. Why to fight if one day the death will defeat me? Why to live, is to live is to suffer (Schopenhauer)? Why to be happy, to love, to stay good if all this will end one day, and the only thing that will remain is a vacuum? If every thing that you loved one day will leave you... And what remains is a dark, cold and empty space which will consumes all your desires like a black hole. Why to wait if the anguish of this, the desire, is bigger then the reward? If that what you waited came so late? Why to dream if one day you'll wake...?
...I need to stop thinking...

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

O Sapo que Queria Ser Príncipe

Uma vez minha esposa contou-em um "causo" a respeito de um moço que havia interessado-se por ela certa vez. Esse moço dizia que tinha lanchas, carros, casas na praia, dinheiro ao infinito, etc. Certo dia ele a convidou para passar um fim de semana em "sua" casa de praia. Moça recatada, de interior, chamou sua tia para ir consigo, pois não ficava bem ir sozinha (nem era seu perfil). Pois bem, lá chegando, para sua surpresa na dita casa de praia (que realmente existia) só tinha um quarto organizado - com uma cama de casal, óbvio. Os outros quartos não tinham cama, etc. Sua desculpa foi que havia retirado as coisas para fazer uma reforma. Seu helicóptero, lancha, quadricículo... Tudo estava quebrado e fora enviado para manutenção. Algum tempo depois (quando viu que não iria conseguir sustentar seu mundo The SIMS Milionary) ele veio confessar que não tinha tudo aquilo, não tinha dinheiro, mas tinha muito amor pra dar, bla, bla, bla. A resposta foi bem simples: "Infelizmente as pessoas que devem ter cruzado seu caminho eram vazias do tipo que visam dinheiro e status, o que não é o meu caso. Você, por pensar que eu fosse assim deve ser do mesmo modo. Não estou atrás de dinheiro e status, e amor eu recebo muito de meus pais. Você deveria ter sido honesto logo no começo.". E desse modo ele continuou a ser um Sapo... Pra minha sorte!

video

One day my wife told me a history about a guy which had being interested on her. This guy used to tell her about his cars, boats, beach house, helicopters and his infinity money! There was one day when he invited her to spend a weekend on "his" beach house. Reserved girl, from the countryside, she called her uncle to go with her, because she couldn't go alone with him (it was not her profile). Well, getting there, for her surprise, the so told beach house (yes, it really existed) had just one organized room - with a couple bed, of course. The other rooms were still without bed and so. As excuse he told her that had removed the mobile and everything to make a reform on the house. His helicopter, boat, good look car... Everything was broken and had been sent to maintenance. After some time (when he discovered that wouldn't sustain his The SIMS Millionaire world anymore) he came confessing that he doesn't have all those things, doesn't have such much money, but had a lot of love to give her (so cute) :P The answer was very simple: "Unfortunately people who had cross your way may be empty enough to be interested only in money or status, what is not my case. You, thinking as this and that I would be the same, might be as the same. I'm not looking for money or status. Love I had enough from my parents. You should have been honest from the beginning." And so he kept being just a Frog... Lucky for me!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Эонтc


Maria, upload feito originalmente por payalnic.

Uma coisa que nunca vi (ou nunca percebi a existência) é uma coleção de moda de Guarda-Chuvas/Sombrinhas. É, isso mesmo... Guarda-Chuva Fashion. Por que não? Tem desfile e coleção de tanta coisa, por que não fashionalizar também os guarda-chuvas?
Imagina que legal você abrir o Guarda-Chuva no meio do temporal e alguém exclamar:
- "Caraca!!! O Guarda-Chuva dele é da Colcci!!!!"
Ou então tipo, você entra todo stylle na Armani e diz: "Vim comprar um Guarda-Chuva!"
Ah confessa... ia ser legal comprar o Guarda-Chuva da Coleção Inverno 2010 Priscila Darolt.
Deixo aqui a sugestão para os estilistas fashionados do país e de fora. Talvez por justamente não ter a mínima vocação para estilista (Graças a Deus) eu esteja sujerindo isso :P

┌┐┌┐┌┐┌┐┌┐┌┐┌┐┌┐┌┐┌┐┌┐┌┐

There's something that I never saw (or never had noticed its existence): a fashion collection of umbrellas! Yes, you heard right... Fashion Umbrellas!
Why not? There are so many things for a fashion show like clothes, bags, shoes, etc., why don't also "fashionalizer" the umbrellas?
Imagine how cool would be you open your umbrella on a street at some raining day and someone tells:
- "Look at this man! His umbrella is a Colcci!!!"
Or also you came in so style at a Armani store to buy a Armani umbrella!!! - So cool!
Come on... would be great to buy the Priscila Darlot Winter Fashion Collection 2010!
So I leave here my suggestion to the famously fashion designers... Maybe because of this I have no vocation to be a fashion designer (thanks God) and doing this suggestion :P

terça-feira, 20 de outubro de 2009

A Agenda Secreta da Ex-Secretária Lina Vieira

Amazing... mais de duas semanas sem Internet e TV a cabo em casa. Estou conseguindo sobreviver, mas já começa a refletir no meu humor. Ando sem paciência (muito menos do que o pouco que eu já tinha). A conexão 3G não ajuda muito, pois meu pacote não é ilimitado, atendendo-me em casos de viagens e tals. Mas não para substituir completamente minha conexão usual. Preciso baixar arquivos de 700Mb...
Li ontem a respeito daquela história do suposto encontro entre a Ministra Dilma e a Demitida Lina que afirmava ter encontrado a agenda onde teria marcado o suposto encontro com a Ministra! Para mim isso não prova nada. Se eu quiser eu marco na minha agenda um encontro com a Ministra também. Se vai acontecer ou não é outra coisa. Muito provavelmente não acontecerá, mas está lá ó! Agendado! “Queremos trazer a Lina Vieira e confrontar a sua agenda com a de Dilma” - Afirmou Álvaros Dias do PSDB.
Logo após a reunião com a ministra Dilma, no dia 9 de outubro de 2008, a ex-secretária da Receita escreveu a mão, na agenda: "Dar retorno à ministra sobre família Sarney". A data coincide com informações fornecidas pelo sistema de segurança do Palácio do Planalto, local da reunião. Segundo os registros apontam, a ex-secretária esteve no prédio no dia indicado por sua agenda.
O que acho impressionante (mais do que minha falta da Internet) é ficarem insistindo nesse disse-não-disse sem ainda apresentarem provas concretas que o suposto encontro não foi suposto! Anotação em agenda até eu faço!



More then two weeks without internet connection or cable tv. I'm getting to survive, but its already reflecting on my mood. I have been being without patience (less then the few that I already have). My 3G connection doesn't help, because my package isn't unlimited. Just attends me when I'm traveling or something. It can't substitute my usual connection. I need to download 700mb (or larger) files.
I had read yesterday about that supposed meeting between the Minister Dilma and the Federal Accounts Ex-Secretary Lina Vieira, affirming to have found the diary where she booked the supposed meeting with the Ministry! It prove nothing to me! If I want I can also book at my diary a meeting with the Ministry! If it will happen or not, it's another thing. Probably will never happen, but it's there! At my diary! See?!?!?! "We want to bring Lina Vieira to confront her diary with the Dilma's diary" - Told Álvaro Dias, from PSDB.
Just after the meeting with the Ministry, at October 9, 2008, the ex-secretary wrote by hand: "To give a feedback to the Ministry about the Sarney Family". The date is the same that ar e on the information gave by the security system of the Palácio do Planalto building (same as the White House for the Americans), meeting place. According to the records the ex-secretary was at the building at the same day noted on her diary.
What I find amazing (more than I still without internet or cable tv) is they keep insisting on that talk-no-talk without no substantial prove about this supposed meeting that it was not supposed! Notes on the diary, even I can do it!!!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Pergunte ao Joe

Tentando retomar as postagens do "Pergunte ao Joe", vou começar respondendo a uma pergunta do amigo Bambino:

"Eu Não tenho muita certeza, mas nos US, as pessoas que acreditam poderem comprar sua "Salvação" é típico dos eleitores republicanos. Digo isso por conta de pessoas como Sarah Palin. Particularmente acredito que a origem das idéias Republicanas venham desse tipo de crença. Poderia nos dar sua opinião Sr. Digital Coconut?" - Essa pergunta na verdade havia sido originalmente direcionada a minha leitora Meg - Cheers :)

Joe Responde - Prezado amigo Bambino. Primeiramente "Digital" vai ser a marca dos meus dedos na sua cara! É "Cibernético", de "Cyber"... Sinceramente não estou muito familiarizado com as crenças e ideias dos Republicanos. Mas se o que você quis dizer com a ideologia dos republicanos, é que eles acreditam que são todos puros e dignos de irem para o paraíso, sim, concordo com você. Na verdade acho que os Republicanos seguem mais uma linha moralista do que acreditarem que podem comprar sua salvação (foco do post original). Tipo, eles assumem uma postura hipócrita, mostrando-se puros e corretos para a sociedade e o oposto dentro de suas casas. Acham-se no direito de criticarem tudo e todos. Pelo ponto de vista moralista, sim, os "Crentes" são do mesmo modo, mas os Republicanos não são tão ingênuos ao ponto de acharem que podem comprar um pedacinho do céu apenas pagando por isso.

Ouvindo Blondie (Maria)


I'm trying to restart the "Ask Joe" posts beginning answering a question from a friend of mine:

"I'm not quite sure but I have the impression that in US people who believe in these things (Author's note: this is about the post And She's Buying a Starway to Heaven, which I talk about churches that charges money promising a place on heavens for those who pays) voted in the Republicans, I mean because of people like Sarah Palin, instead of Democrats. Particularly, I believe the origin of the Republicans ideas came from this kind of beliefs. What do you thing about? Mr. Digital coconut you can give your opinion. See ya." - This question was previously directed to my reader Meg (Cheers!).

Joe Answers - Dear Bambino, first I would like to tell you that "digital" will be my fingers print on your face! It's "Cybernetic" from Cyber! Honestly I'm not so familiarized with the beliefs and ideals of the Republicans. But if you were talking about the way as they found their selves moralists and pure, deserving all be in heavens, yes, I do agree with you. In fact I found that Republicans follow more a moralist way then believe in can buy (with money) their salvation (focus of the original post). Something like, they assume a hypocrite posture, showing how they are pure and correct to the society, being the opposite inside their homes. They find their selves in the right to critic everything and everybody. By the moralist way, yes, the Universal Church followers are similar to the Republicans. Apart the Republicans are not so innocent to believe that they can really buy with money a piece of heaven :P
 
Hearing Blondie (Maria)

terça-feira, 13 de outubro de 2009

O que é o Blanka?



Alguém pode me dizer o que raios é o Blanka? Aquele pitoresco personagem do jogo Street Fighter, simbolizando o lutador do Brasil. Gente... Brasil... Futebol... Carnaval... Capoeira... Aí me vem aquela coisa grotesca, verde, que mais parece um Chupa-Cabra super desenvolvido! Tipo, algum índio recebeu uma descarga de raios gama e quando fica com raiva vira aquilo?
Ainda estou sem linha telefônica em casa. Consequentemente sem conexão a internet. Meu notebook teve alguma doença que ainda estou tentando recuperá-lo. Logo, sem posts nesse feriadão. Fiquei jogando no Desktop o fim de semana (fora arrumar as caixas da mudança)... Espero voltar a vida normal em breve.

Escutando Who Da Phunk (The Night)



Someone can tell me what a hell means the Blanka? Yes, that remarkable character from the game Street Fighter, symbolizing a Brazilian Fighter. Dude... Brazil... Soccer... Carnival... Capoeira... So they bring me that weird green thing, that more looks like an over sized Chupa-Cabra! Like, if some Brazilian Indian had received gamma rays and when starts angry become that thing?
I'm still without phone line at home, consequently without internet connection. My notebook had some weird sickness and I'm still trying to fix it. So, that's why there was no post this extended weekend (yesterday was holiday here). I was playing games at my Desktop this weekend (apart still unpack the removing things from their boxes)... I hope to come back to normal life (posting) soon... Cheers.

Hearing Who Da Phunk (The Night)

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

E lá vai longe minha restituição...

Segunda foi liberado o quinto lote de restituíção do IRPF 2009 e como sempre a minha restituíção ficou para o Sexto e último lote :/ Claro, existe a parte bacana disso que é a correção com juros de 4,5% , mas ainda assim esse dinheiro teria sido bem-vindo antes. Melhor ainda foi a notícia de que o governo talvez atrase a entrega do último lote, pois está sem dinheiro no caixa! Com isso eu só receberei o dinheirinho lá pelo primeiro trimestre de 2010. Show...


Last Monday was released the fifth restitution piece of the 2009 government tax, and as usual mine will be just released at the sixth and last piece :/ Let me give you a brief explanation in what I'm talking about.
Here, a part of our salaries is retained by the government as a part of the taxes payment. At April to May, nearly, we feed a form (in fact this form is a program from the government) which will calculate our taxes to be paid. We also have a series of things to be took out from the value to be paid, like health care expenses, study expenses, children expenses, etc. As the government still don't know how much we will debit from the value at the time when its taking its part from our salary, most of the time it must give us back the over paid money before the feed and send the taxes form.
So, continuing, the good thing about the late in giving back my over paid taxes, is the value increase of nearly 4,5% (because of the time that the money has been stopped), but still that, that money would be welcome for me :(
But it doesn't stop here! Today I had the notice that the government might late even more the release of the sixth (and mine) piece, because its out of money into its cash! So, I probably will get my money near the third trimester of 2010... Great to me :-/

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Eu já sei voar!

Apesar do problema de achar suas coisas, desempacotar e reorganizar tudo em uma mudança, existe o lado bom de encontrar coisas que estavam

esquecidas, perdidas e guardadas em lugares longe da memória. Pequenas histórias que lhe tornaram no ser de hoje. Anotações, cartões, frases, textos,

poemas, objetos, invenções, livros, fotos... Algumas dessas histórias me levam a lugares bem distantes, mas com um pouco de imaginação consigo

alcançar aquele lugar e tempo.
Uma gaiola antiga onde vivia um casal de canários me leva ao antigo apartamento no Janga, onde vivi aproximadamente 20 anos de minha vida. Uma parte

bem razoável dela :P Todas as manhãs eu acordava com o cantarolar deles, pois o sol, assim que nascia, já caia dentro da gaiola. Lembro que as vezes,

ao voltar do colégio, passava horas observando-os, desejando vê-los soltos e voar junto com eles. Tudo por causa daquele canto.
Hoje eu já sei voar!

"Quanto mais eu digo: "te amo", mais eu te amo
E quanto mais eu digo: "tenho medo", mais eu temo
Mais história se constrói, quanto mais eu conto histórias
E quanto mais desculpas eu dou, mais a culpa me destrói
E assim dizendo umas coisas, Invento meu dizer
E assim falando umas frases, tudo tem haver.

Pode acreditar, eu sei voar!
Eu sei voar!
Pode acreditar, eu estou no ar!
Ainda vou te chamar!

Vou dando bom dia e os dias ficam legais
Vou conjugando meu destino ao mistério dos tempos verbais
E assim tecendo argumentos, mantenho a minha razão
E assim jogando palavras, controlo o batimento do coração!"
(Kid Abelha - Eu Sei Voar)

<♫><♫><♫><♫><♫><♫><♫><♫><♫>

<♫><♫><♫><♫><♫><♫><♫><♫><♫>

Instead of the problem to find your things, unpack and reorganize everything on your removing, there's a good side in finding things that were forgotten, lost and kept in places far from your memories. Little histories that made you the person that you're today. Notes, quotes, phrases, texts, poems, objects, inventions, books, pictures... Some of those histories take me to very far places, but with a little imagination I can get to that place and time.
An old birdcage where lived a couple of canaries takes me to my old apartment at Janga, where I lived for about 20 years of my life. A very reasonable part of my life... Every morning I used to wake up with their singing, because on the sunrise it shinned the cage. I remember sometimes, after come back from school, I used to spend hours watching them, just desiring to see they free, and free fly together with them. All because of that singing...
Today I already can fly...

"How much more I say "I love you", more I can love you
And how much more I say "I'm afraid", more I fear
More histories can be made, how much more I tell histories
And how much excuses I give, more the blame destroys me
And like that, saying something, I invent my saying
And like that, saying some phrases, everything in common.

You can believe, I know to fly!
I know to fly!
You can believe, I'm in the air!
I still will call you!

I going giving Good Mornings and the days becomes cool
I going conjugating my destiny to the mysteries of verbal times
And like that I going webbing arguments, keeping my reason
And like that, playing with words, I control my heart beatings!"
(Kid Abelha - I Know to Fly)

terça-feira, 6 de outubro de 2009

A Formiguinha Morreu :-|

Fiquei com a Fábula da Formiguinha e a Neve na minha cabeça o dia inteiro e só então percebi que no final da estória, a formiguinha morre! :P

"...E vendo a formiguinha quase morta, gelada pelo frio, tomou-a carinhosamente entre as mãos e levou-a para seu reino encantado. Onde não há inverno, onde o sol brilha sempre, e onde os campos estão sempre cobertos de flores!"

Apesar de bela a alusão a morte e a forma poética como é tratada, quando você passa a perceber que a formiguinha morre começa a questionar a "infantilidade" do conto. Por que Deus deixou que a formiguinha morresse, apesar da sua oração? Por que a Morte não a levou da primeira vez e depois, fantasiada de primavera, veio buscá-la? Será alguma alegoria carnavalesca que a Morte resolveu usar, porque não tinha conseguido brincar em Olinda naquele ano? Será a Primavera um estagiário que faz o papel de Morte esperando um dia assumir seu lugar?
De qualquer modo não curto essa visão de paraíso com Sol brilhando todos os dias, nunca tem inverno e os campos são cobertos de flores. Se colocar um Arco-Íris vira uma parada gay. Meu paraíso tem que ser preto e branco, céu nublado e um dia chove e outro não, e todos os dias toca Radiohead... "With no alarms and no surprises... No alarms and no surprises please..."

Escutando Seu Jorge (Zé do Caroço)



I had the Little Ant fable in my head all day and so I had noticed that at the end of the history, the little ant died! :P

"...And looking for the almost dead little ant, frozen by the cold, took it caressing between her hands and took it to her enchanted kingdom! Where there's no winter, where the sun is always shining and where the fields are always green and covered of flowers!"

Besides the beautiful description of death, in a very poetic way, you start to notice that the little ant really dies and start to question how "children" is this tale. Why had God left the little ant to the death, instead of its pray? Why the Death didn't take the ant at the first time, coming back later, dressed in Spring? Might it be some Carnival dress which the Death resolved to use because couldn't at Olinda Carnival that year? Might the Spring be some temporary worker doing the role of Death, intending to some day take his place?
Any way I don't like this kind of heaven, with a sunshine sun all the time, never winter and fields covered by flowers. Put a Rainbow and it'll become a Gay Parade. My heaven is in black and white, cloudy skies, dark, some days rain, some days not... And everyday plays Radiohead... "With no alarms and no surprises... No alarms and no surprises please..."

Hearing Seu Jorge (Zé do Caroço)
Locations of visitors to this page
Côcos pelo Mundo